Por Cláudio Fonseca

29 de março de 2016

Principais causas do zumbido no ouvido

Zumbido no ouvido pode ser desencadeado por diversos fatores

29 de março de 2016

Compartilhar

O zumbido no ouvido pode ser desencadeado por diversos fatores, alguns sintomas que acometem adultos de todas as idades, já aparecem também em adolescentes e até em crianças. Má alimentação, uso de medicamentos ototóxicos e até o hábito de escutar músicas com volume alto, especialmente com fones de ouvido, são fatores que podem contribuir para o problema.




Como é feito o diagnóstico de zumbido?

O primeiro passo para o tratamento do zumbido é a realização de exames auditivos e de sangue para análise das particularidades do paciente, como explica a otorrinolaringologista especializada em zumbido, Tanit Ganz Sanchez.

"São realizados exames como a audiometria e a acufenometria, que identificam o grau de perda de audição, o tipo e o volume do zumbido. Exames de sangue que demonstram se há anemia, aumento de glicose, colesterol ou triglicérides. Ainda é possível identificar com tomografia ou ressonância magnética eventuais tumores no nervo auditivo", explica a especialista.

Alimentação pode aumentar incômodos

O jejum prolongado, comer doces com frequência ou ingerir alimentos gordurosos são hábitos alimentares que podem interferir no problema. Além disso, ingerir mais de quatro xícaras diárias de café, chá-preto, refrigerante ou chocolate também pode afetar e agravar o problema. Algumas pessoas desenvolvem alergia alimentar ou intolerância a lactose/glúten e as manifestações podem afetar o ouvido.

"Qualquer alteração metabólica pode estar por trás do zumbido. Nesses casos, é indicado que o paciente interrompa o consumo desses alimentos por cerca de 30 dias para reavaliação do quadro. Se o zumbido começar a diminuir é um indício que os agentes causadores sejam eles" complementa Tanit.

Causas hormonais

Segundo a especialista, o sintoma também pode aparecer por desequilíbrio hormonal no organismo. "Pode ser tanto um problema dos hormônios da tireoide, o hipotireoidismo, como dos hormônios femininos e masculinos a menopausa e a andropausa. Nesses casos, é recomendada a reposição hormonal, desde que esteja de acordo com a orientação correta dos médicos",  afirma Tanit.

Se o zumbido não ocorre devido à alimentação inadequada ou alterações hormonais, os pacientes podem receber outros tratamentos, sejam medicamentosos ou com aparelhos auditivos, entre outros.


Tumores

O ruído no ouvido também pode ser causado por tumores conhecidos como neurinomas do acústico. Eles normalmente começam no canal interno do ouvido e podem se expandir até o cérebro, causando perda de audição, zumbido no ouvido ou falta de equilíbrio.

Medicamentos e tratamento

"Há vários tipos de medicamento com potencial para ajudar, mas, curiosamente, nenhum deles foi inventado com esse propósito. A maioria foi descoberta de forma acidental, como no caso dos medicamentos para circulação, dor, convulsão, ansiedade e depressão. Em qualquer um dos casos é necessário uma avaliação e acompanhamento do quadro", explica Tanit.

As centenas de causas do zumbido também fazem com que não exista um tratamento único. Em mais de 70% dos pacientes já consegue ter melhora parcial do zumbido quando um tipo de tratamento é bem indicado. Saiba mais sobre o tratamento do zumbido.