Como saber se você está com problemas na audição?

Veja as causas da deficiência nos ouvidos e como realizar os devidos exames auditivos


Compartilhar

Como identificar um problema auditivo?

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pelo menos 9,7 milhões de brasileiros sofrem de algum tipo de perda auditiva, representando 5,1% da população em todo o país. Desse número, quase 1 milhão são pessoas de 1 até 19 anos de idade.


É comum encontrar pessoas que já passaram ou ainda passam por alguma deficiência auditiva, sendo mais comum em pessoas idosas, porém, outras pessoas também estão condicionadas a terem algum tipo de problema auditivo, podendo ser genética ou até fatores externos, como uma exposição prolongada a ruídos agudos.

Existem diversos sinais que podem ajudar para que você identifique de maneira clara se está passando por algum problema de origem auditiva. Hábitos rotineiros também colaboram para o surgimento gradativo de uma possível surdez. É necessário se atentar ao dia-a-dia e ficar alerta a qualquer tipo de alteração que você possa sentir, mesmo que pense que pode ser algo passageiro.

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


Sintomas de que você pode estar com perda auditiva:

1. Volumes de eletrônicos muito altos: É normal escutarmos tudo em volumes altos e nem nos darmos conta de que algo pode estar danificando nossos ouvidos. Porém, pessoas com algum tipo de alteração auditiva costumam escutar tanto televisão quanto outros tipos de aparelhos em volumes demasiadamente altos. Uma dica é perguntar para outra pessoa se aquele volume está normal ou em uma frequência muito grande. Caso a resposta seja de que o volume não está normal, você pode estar com algum problema na audição.

2. Diálogos mais complicados: Quando estamos longe de alguma pessoa e ela fala alguma coisa, a melhor maneira de identificar é decodificando o que ela disse pelos lábios. Mas quando o indivíduo está perto e mesmo assim você sente que só consegue entende-lo lendo seus lábios, pode ser um sinal de perda auditiva.

3. Problemas com locais muito barulhentos: É normal não escutarmos de maneira clara o que alguém disse se estamos em algum show, restaurantes com muitas conversas ou simplesmente em um trânsito lotado. Entretanto, mesmo se fizer muito esforço e ainda não conseguir captar os sinais sonoros emitidos por alguma pessoa, também pode ser sinal de que sua audição está enfraquecendo. Não ignore o problema só porque está em um ambiente com muito barulho.

4. Não atender a ligações: Outro tipo de indício de que você está com perda auditiva é o de não escutar o toque do telefone e celular, ou ainda de pessoas apertando a campainha. Se você perde muitas ligações e não sabe o porquê, atente-se à sua audição.

5. Vozes baixas: Pessoas com algum tipo de alteração auditiva costumam ter a constante sensação de que as pessoas estão falando muito baixo, ou até mesmo sussurrando. Caso ocorra algo do tipo, pergunte a um amigo ou familiar se é aquilo mesmo que você está ouvindo pois pode significar um problema que ainda não é de seu conhecimento.

6. Pessoas de confiança: Mantenha-se perto de indivíduos que você confia e caso sinta que há algo de errado com a maneira que você está captando as ondas sonoras, peça ajuda o mais rápido possível. Isso pode evitar uma evolução gradativa da deficiência auditiva que poderia até se tornar uma surdez permanente.

Causas da perda auditiva:

A incapacidade de compreender e decodificar sons pode significar que você está com problemas auditivos, mas é importante primeiro destacar a causa que pode ter originado isso. Veja abaixo algumas das situações que podem danificar uma parte do canal auditivo:

Hereditariedade: Uma grande parcela de surdos inclusos na população brasileira, obtiveram problemas ainda em formação durante a gestação. Isso acontece devido à genética paterna ou materna ser repassada para o filho de maneira congênita.

Obtenção de infecções durante o período gestacional: Determinadas patologias quando contraídas por mulheres grávidas, podem afetar permanentemente a vida do recém-nascido. O ideal é que seja feito um acompanhamento médico a partir dos primeiros dias de descobrimento da gravidez.

Exposição a ruídos intensos por longos períodos: É comum termos algum conhecido que trabalha em um local com muito barulho, como as grandes fábricas siderúrgicas e metalúrgicas. O que não sabemos é que podemos contrair problemas auditivos simplesmente por estarmos expostos a esse tipo de ruído todos os dias sem os equipamentos necessários. Datas festivas como o ano novo também servem de parâmetro, pois, os barulhos emitidos pelos fogos de artifícios podem danificar severamente nossa audição.

• Alguns traumas sofridos por pessoas em algum acidente como a perfuração dos tímpanos também podem agravar para uma surdez permanente.

• A má utilização de determinados tipos de medicamentos tóxicos pode contribuir para uma possível danificação nos nervos auditivos. Leia atentamente a bula e jamais ignore o sinal de que alguma coisa possa estar errada.

Tratamentos:

Como citado neste artigo, se algo está fora do normal ou que você não está captando e compreendendo as pessoas da maneira correta, é necessário agendar uma consulta rapidamente com algum especialista. Alguns exames auditivos podem ser realizados para detectar o nível e grau da perda auditiva:

Audiometria: Sendo o mais comum dos testes auditivos, a audiometria serve para avaliar a sua capacidade de captar sons a sua volta. O indivíduo é colocado dentro de uma cabine acústica e determinados sons em variados tipos de frequências são acoplados juntamente ao teste. Dessa forma, o profissional consegue avaliar o grau da perda auditiva e indicar o melhor tratamento.

Imitanciometria: Para ajudar na identificação do diagnóstico da audiometria, a imitanciometria serve para avaliar a capacidade das estruturas da orelha média juntamente com a tuba auditiva. Com o apoio de fones de ouvido, é possível medir as vibrações do ouvido e em como a pessoa consegue responder a esses sons.

Com a ajuda de um especialista, é muito mais fácil diagnosticar o que está te perturbando. Agende uma visita a Direito de Ouvir e conheça os melhores tratamentos para a obtenção de uma saúde auditiva melhor e com mais qualidade.