Você tem ou conhece alguém com perda auditiva?


Sim Não

Por Gabriela Bandoni

04 de outubro de 2017

Músicos famosos lidam com tinnitus

Zumbido já faz parte do cotidiano de Noel Gallagher

04 de outubro de 2017


Perda auditiva e zumbido ou tinnitus já fazem parte do cotidiano de um grande número de pessoas ao redor do mundo. Os incômodos decorrentes desses problemas auditivos são inúmeros: sensação constante de ruído nos ouvidos, dificuldade para se comunicar, perda de atenção, estresse e isolamento social.


Dessa maneira, a deficiência na audição acaba afetando outras esferas das vidas daqueles que sofrem com ela. Justamente por isso, as consequências desse desconforto são ainda maiores para quem trabalha com o ouvido, em especial para os músicos.

E engana-se quem pensa que estrelas da música não precisam lidar com esse problema. Famosos como Chris Martin, vocalista da banda Coldplay, convive com o problema e hoje alertam para os riscos da exposição aos sons intensos: “Cuidar dos ouvidos é, infelizmente, algo que você não pensa até que haja algum problema. Eu tive zumbido por aproximadamente quinze anos, e desde que comecei a proteger meus ouvidos eles não têm piorado mais. Gostaria de ter pensado em proteger-me antes”, afirma.

O cantor, que sofre com tinnitus desde 2002, também conta que seus filhos estão sempre protegidos da exposição aos sons altos. No entanto, Martin não é o único exemplo de famoso que sofre com zumbido. A cantora Barbra Streisand afirma que seu temperamento difícil é causado diretamente por esse problema.

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


Além de ambos, o ex-guitarrista do aclamado Oasis, Noel Gallagher, declarou em entrevista que também foi diagnosticado com tinnitus. Segundo o músico, isso ocorreu após 8 anos tocando guitarra com a banda de rock, período que levou os britânicos a serem considerados uma das melhores bandas do mundo.

Gallagher ainda afirma: "Fui escanear meu cérebro. Eles encontraram a doença. Tenho esse zumbido bizarro nos meus ouvidos. É um acúmulo de muitas coisas, mas me diverti muito fazendo todas elas e se eu eventualmente morrer por uma doença no cérebro terá valido a pena".

Sintomas e tratamento

Como o zumbido acontece quando as vias auditivas passam a enviar impulsos mesmo sem que haja uma fonte sonora que os envie, ele é um incômodo constante que pode afetar o sono, a concentração e o equilíbrio emocional. É comum que os pacientes que sofrem com este problema relatem dificuldades em fazer coisas simples como ficar em silêncio.

Para se prevenir contra o Tinittus é importante não ficar em exposição prolongada em ambientes com altos índices de ruídos como boates e shows, tratar problemas da tireoide, estresse e depressão. Alguns problemas como bruxismo também podem acarretar no desenvolvimento do zumbido.

Especialistas recomendam que ao primeiro sinal do problema, as pessoas busquem ajuda. Por ser um sintoma com origem multifatorial, é recomendado que o zumbido no ouvido seja supervisionado por uma equipe multidisciplinar composta por: otorrinolaringologista, dentistas, fonoaudiólogos, entre outros. Ao menor sinal do problema, procure ajuda de um profissional qualificado.


Marcadores
Zumbido