Gabriela Bandoni
Por Gabriela Bandoni
Fono Especialista

05 de junho de 2017


0 compartilhamentos
Nenhum comentário

Perda auditiva aumenta em 52% isolamento social

A cada 10 decibéis de perda auditiva aumenta 52% risco de isolamento social


Compartilhar

Perda auditiva

A perda auditiva não tratada pode influenciar e muito no isolamento social. É o que indicou uma pesquisa da Universidade de Columbia Britânica, no Canadá, publicado na revista Ear and Hearing. Para cada queda de 10 decibéis na audição há um aumento de 52% no isolamento social principalmente no caso das pessoas com idade entre 60 e 69 anos.


Os problemas auditivos também afetam o cérebro. De acordo com a mesma pesquisa, a perda auditiva não identificada pode estar ligada a declínios cognitivos equivalentes a quase quatro anos de idade cronológica.

O resultado se assemelha muito ao de um estudo francês que já apontada que a perda auditiva acelera o declínio cognitivo. A boa notícia, no entanto, é que o uso de um aparelho auditivo pode ajudar a combater essa deterioração cerebral. 

Como identificar a perda auditiva

Diagnosticar a perda auditiva logo no início pode ser um desafio e tanto porque nem sempre os sinais são claros. Tanto que a maioria das pessoas pode levar até 7 anos para buscar ajuda. 

E quanto mais tempo se leva para tratar a perda, pior é o impacto. Entenda porque seu cérebro não pode esperar por um aparelho auditivo

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


Alguns sinais estar relacionados com a perda auditiva:

Sinais de perda auditiva
  • Dificuldade para entender a fala das pessoas
  • Assistir TV ou ouvir rádio com o volume mais elevado que o habitual
  • Necessidade de pedir que as pessoas repitam o que disseram 
  • Isolamento social
  • Depressão

Cinco passos para tratar sua perda auditiva

Se você acha que pode realmente estar com perda auditiva, confira cinco passos que podem ajudar no tratamento:

Vá a um otorrinolaringologista – este especialista poderá examinar as estruturas do seu ouvido e identificar se realmente o seu problema auditivo está relacionado à perda auditiva. Ele poderá solicitar exames como a audiometria e indicar o uso dos aparelhos e encaminhá-lo para um fonoaudiólogo, que fará a adaptação dos aparelhos auditivos.

Agende uma consulta com uma fonoaudióloga - Na Direito de Ouvir, você passa pela consulta e ainda pode testar um aparelho auditivo gratuitamente por 7 dias. Saiba mais!

Informe-se sobre a importância do tratamento – Informação é fundamental para que você possa compreender que a perda auditiva não é o fim do mundo e que, não, você não está sozinho. Milhares de pessoas no mundo todo usam as próteses e se beneficiam de todas as coisas boas que elas podem nos trazer. Tratamento da perda auditiva significa melhor qualidade de vida e vida mais fácil para você.