Como reconhecer os primeiros sintomas de surdez?

Raramente a surdez ocorre de forma repentina


Compartilhar

Você precisa pedir frequentemente para que as pessoas repitam a fala? Nos últimos tempos, as conversas são mais dolorosas do que o normal? O volume máximo da televisão parece não ser suficiente para você ouvir com clareza? Então, é bem provável que sua audição não esteja funcionando da melhor forma possível.

Este problema é mais comum do que você imagina. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 466 milhões de pessoas no mundo sofrem com surdez ou perda da audição incapacitante. Somente no Brasil, são 28 milhões de pessoas com algum problema auditivo.


Infelizmente, grande parte dessas pessoas não buscam assistência médica por falta de informação ou simplesmente porque não querem admitir a perda auditiva. No entanto, é importante detectar os danos auditivos em um estágio inicial. Assim, as chances de reverter ou amenizar o problema são maiores.

Mas, nem sempre é fácil identificar os primeiros sinais da surdez. Pensando nisso, reunimos os principais sintomas da perda da audição para que você possa ficar atento e procurar ajuda médica, se for necessário. Confira!

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


Definição de surdez

A perda da audição ou surdez pode ser definida como a limitação da audição. De acordo com a OMS, uma pessoa com deficiência auditiva é aquela que não consegue ouvir sons menores que 25 dB. O problema pode variar de uma deficiência pequena até a incapacidade total de ouvir sons.

A deficiência auditiva pode ocorrer em apenas um ou ambos ouvidos, pode ter causas congênitas ou ser adquirida ao longo da vida.

Para facilitar a compreensão e direcionar os pacientes ao tratamento correto, a perda auditiva pode ser classificada em leve, moderada, severa e profunda. Cada nível representa o limiar auditivo que o indivíduo consegue ouvir:

Audição normal (0 a 25 dB): não há dificuldade auditiva aparente;

Perda auditiva leve (26 a 40 dB): a percepção das palavras em ambientes barulhentos fica prejudicada;

Perda auditiva moderada (41 a 55 dB): dificuldade para compreender as palavras quando há ruído de fundo. Também surge a necessidade de aumentar o volume da televisão ou rádio;

Perda auditiva moderadamente severa (56 a 70 dB): a participação de conversas em grupo se torna muito difícil e a percepção de fala é bem reduzida;

Perda auditiva severa (70 a 90 dB): incapacidade de ouvir a fala de outras pessoas em nível normal e dificuldade para ouvir ruídos altos;

Perda auditiva profunda (acima de 91 dB): sons e fala ao redor são praticamente imperceptíveis.

Sinais de surdez

A surdez pode ter muitos sintomas diferentes. De acordo com a gravidade do problema, o indivíduo pode ter uma dificuldade para ouvir algumas palavras, incapacidade para se comunicar com as pessoas e se isolar do convívio social.

Embora as maneiras pelas quais as mudanças na audição começam a aparecer são diferentes para cada pessoa, há vários sinais de perda auditiva que a maioria das pessoas experimenta. A seguir, você confere uma lista com os sinais mais comuns de perda auditiva:

1. Você tem zumbido no ouvido

O zumbido no ouvido é caracterizado por um som constante ou intermitente que não tem uma fonte externa. O ruído pode ser semelhante a um chiado, assobio ou outro tipo de som que causa desconforto.

O problema em si não é grave. Mas, geralmente, está relacionado a outro problema de saúde, inclusive a perda da audição. Portanto, se você sofre de zumbido regularmente, não os ignore: seus ouvidos estão lhe enviando um sinal de alerta.

2. Você precisa fazer leitura labial

Quem sofre com a perda auditiva tem a sensação de que as pessoas estão sempre murmurando. Inconscientemente, eles acabam compensando a dificuldade para entender a fala com a leitura labial. Isso ajuda a distinguir sons semelhantes e evita que a pessoa peça para o outro falar mais alto ou repetir a fala.

Apesar de ser uma solução aparente, a leitura labial pode ser tornar um hábito e disfarçar os outros sinais da surdez.

3. Conversas em grupo exigem muito esforço

Um sinal comum de surdez é ter problemas para compreender a fala das pessoas quando há muito barulho ao seu redor ou quando você está na frente de vários interlocutores. Essa situação acontece bastante em restaurantes ou em locais públicos, por exemplo.

Você não consegue entender quem está dizendo o quê, não acompanha todas as frases e se você se afastar, é quase impossível acompanhar a discussão.

4. Falar ao telefone se tornou mais difícil

Você não gosta mais de falar ao telefone porque é particularmente difícil falar com quem não consegue ver. Durante as chamadas, a impressão de quem tem perda auditiva é de que a outra pessoa está sussurrando ou o volume do aparelho está muito baixo.

5. Você é criticado por sempre aumentar o som do rádio e da televisão

Um dos principais sinais de alerta da perda da audição é aumentar o volume da TV e do rádio cada vez mais. Se este é o seu caso, é bem provável que não perceba isso. Mas, certamente, alguém da sua família ou convívio próximo já percebeu e criticou isso.

Observe se este é o seu caso e leve este sinal a sério pois é assim que muitas pessoas descobrem que estão perdendo a audição.

6. Sons altos são muito incômodos

Muitas pessoas com perda auditiva também apresentam uma sensibilidade elevada em relação aos sons altos. Nesses casos, ouvir um ruído que está em um nível aceitável pode causar um grande desconforto nas pessoas que sofrem com problema auditivo.

Isso acontece porque, principalmente em idosos, a surdez não está muito relacionada à intensidade dos sons, e sim às frequências dos ruídos. É por isso que, nem sempre, falar mais alto com pessoas surdas pode ser suficiente.

Você se reconhece em muitos desses sintomas de surdez ou tem dúvidas sobre a qualidade da sua audição? Neste caso, você pode estar sofrendo de perda da audição ou algum problema auditivo. Marque uma consulta com um dos fonoaudiólogos da Direito de Ouvir e verifique como está a qualidade dos seus ouvidos.