Ouvir, mas não escutar

É um dos sintomas de perda auditiva


Compartilhar

É recorrente tratar a surdez como algo invisível, difícil de detectar. Realmente, em alguns casos sem um nível mais próximo de conversa, a perda auditiva não fica clara. Para todos acaba sendo algo complicado, para quem é próximo como, familiares e amigos e até para a própria pessoa na maioria das vezes não é visível o que está acontecendo.

A principal queixa de um paciente que começa a apresentar sinais de surdez grau leve ou moderado é: Eu escuto, mas não entendo!

Como acontece

A fala é formada pelos sons das vogais e das consoantes. As vogais têm sons de frequências mais grave e volume mais alto, já as consoantes são frequências mais altas e volumes mais baixos, principalmente em vozes femininas e muito finas.

E a maioria dos casos de perda auditiva costuma gerar perda mais intensificada nos sons agudos do que nos graves. Sendo assim, a perda auditiva nos agudos, sons mais finos, a pessoa acaba ouvindo as palavras em fragmentos, ouvindo mais vogais e menos as consoantes. Um exemplo, a palavra faixa, a pessoa com esse tipo de perda auditiva vai ouvir, aia.

Nesse caso, a pessoa conseguiu ouvir a palavra de acordo com a sua perda e o volume que ela foi falada. O significado da palavra é faixa, mas a pessoa com perda auditiva pode ter ouvido, taxa, tapa, taça. E assim começa o problema. Uma perda auditiva pequena pode fazer perder parte de uma letra, mas o mais sério que pode acontecer de perder a palavra, frase e o sentido.

O ouvir, mas não entender, surgiu do que não se ouviu, sendo assim, resultado de perda auditiva ou grau de surdez.

Sinais de alerta 

Conheça todos os sinais de uma possível perda de audição

• Consegue ouvir mas não entender

• Dificuldade de ouvir em restaurantes ou outros ambientes ruidosos

• Pedir com frequência para outras pessoas repetir o que disseram

• Depender de olhar para as pessoas para entender o que dizem

• Aumentar com frequência o volume da TV

• Achar que todo mundo sussurra ou “fala para dentro”

Se esses sintomas acontecer com frequência o ideal é procurar um profissional especializado.

Não fique com dúvida! Agende uma consulta