3 malefícios das festas de fim de ano na audição

As celebrações podem ser motivo de preocupação para audiologistas



As festas de fim de ano são sinônimo de alegria, união e tradição para a maioria das famílias brasileiras. E, em meio às preparações da ceia de Natal, decorações e escolha das cores do ano novo, poucos se lembram dos prejuízos que as intensas festividades podem trazer à saúde - principalmente, a auditiva. 


É por isso que listamos, nesse artigo, os três maiores motivos de preocupação que ameaçam a integridade da nossa frágil saúde auditiva.


  1. Consumo excessivo de alimentos gordurosos


O consumo em excesso de carnes e alimentos gordurosos que são tradição de fim de ano é um elemento perigoso por conta do aumento no colesterol ruim no sangue. O acúmulo de gordura nos vasos, as obstruções ou o aumento na viscosidade do sangue podem contribuir para uma perda auditiva ou para o ‘tinnitus’ (zumbido). Isso se torna ainda mais perigoso para pessoas hipertensas ou já portadoras de zumbido, que pode se intensificar. 

Por isso, a carne de porco, o famoso churrasco brasileiro ou as deliciosas sobremesas que contém muito chocolate devem ficar fora da sua rotina pelas próximas semanas.


  1. Consumo excessivo de álcool


É claro que tudo que contém excesso significa malefício. Neste caso, especificamente, o consumo excessivo de álcool afeta uma parte do ouvido chamada aparelho vestibular. Ele é responsável tanto pelo ouvir por completo - por abranger a cóclea - , quanto pela função de equilíbrio. É por isso que a ingestão de álcool distorce tanto nossos sentidos, comprovadamente intensificando o zumbido e podendo ser tão prejudicial para a audição - possibilitando ocorrer perdas auditivas parciais ou completas, reversíveis ou até mesmo permanentes.


  1. Poluição sonora


Fogos de artifício, muitas pessoas falando ao mesmo tempo, as músicas com volume elevado… Essa mistura de sons sem limitação pode ser um dos fatores a trazer perda auditiva ou outros danos à sua saúde auditiva após as festas de fim de ano, como a fadiga auditiva

Outros malefícios dos ruídos em excesso são irritação, alterações no sono e dores de cabeça, principalmente para quem já tem perda auditiva e não faz o uso de aparelhos auditivos.


Você identificou algum desses três pontos presentes nas suas celebrações? Não espere sintomas para agendar uma audiometria e conferir como está sua saúde auditiva!


Para saber os principais sintomas da perda auditiva, clique aqui. 

Se notar um ou mais destes, não hesite em procurar um médico otorrinolaringologista e seu fonoaudiólogo.



Marcadores
Audição
Nós usamos seus dados para analisar e personalizar nossos anúncios e serviços durante sua navegação em nossa plataforma. Ao continuar navegando pelo site Direito de Ouvir você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las