Zumbido afeta todos aspectos da saúde

Zumbido está associado à ansiedade, depressão e pouco sono


Compartilhar

Segundo estudo americano, tinnitus, mais conhecido como zumbido no ouvido, está associado à ansiedade, depressão, pouco sono, e muitos dias de ausência no trabalho. Além disso, entrevistados que declararam que os sintomas de tinnitus eram um problema “grande” ou “muito grande” eram mais propensos a relatar sintomas de ansiedade e depressão, do que os sem tinnitus, ou os que não declararam tinnitus como um grande problema.


O estudo transversal revela a relação entre entrevistados com tinnitus, e a experiência de ansiedade e depressão. Segundo o estudo, é também notório que as pessoas que têm tinnitus declararam ter menos horas de sono durante a noite, e as mesmas tinham uma média significante de ausência no trabalho, comparado com as pessoas que reportaram não ter tinnitus.

Além disso, o estudo mostrou que aqueles que reportaram sintomas de tinnitus como um problema “grande” ou “muito grande” eram de 4 a 6 vezes mais propensos a relatar sintomas de ansiedade e depressão do que os outros. Sendo assim, isso mostra que há uma associação entre o grau de tinnitus e ansiedade, como também depressão.

Tinnitus e enfermidades

Tinnitus é a percepção de sons na ausência de estímulos externos auditivos. A enfermidade é conhecida por estar relacionada com problemas psíquicos, físicos e sociais. Problemas psíquicos como ansiedade e depressão são comumentes doenças em pacientes com tinnitus crônico.

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


Segundo o estudo, 26,1% das pessoas com tinnitus declararam ter ansiedade, enquanto que apenas 9,2% dos que não reportaram ter tinnitus nos últimos 12 meses declararam ter problema de ansiedade. Semelhantemente, 25,6% dos que têm tinnitus reportaram ter problema com depressão nos últimos 12 meses, enquanto apenas 9,1% dos sem tinnitus declararam ter sintomas de depressão.

Do mesmo modo, os que tinham tinnitus reportaram dormir sete horas em média durante a noite, enquanto que os que declararam não ter tinnitus dormiam 7,21 horas em média. E a média de dias ausentes no trabalho nos últimos 12 meses para pessoas com tinnitus  era de 6, 94, comparada com 3,79 dos que reportaram não ter tinnitus.

Sobre o estudo

O estudo foi realizado por pesquisadores de uma universidade nos Estados Unidos, University of California and Harvard Medical School by analyzing the National Health Interview Series (NHIS).


Fonte: Hear-it.org