Por Direito de Ouvir

15 de abril de 2021

Tecnologia dos Aparelhos Auditivos!

Você já pensou em como seu aparelho auditivo funciona para sua perda auditiva?

15 de abril de 2021


Atualmente o mundo está avançando de forma acelerada em inovação e tecnologia, com os aparelhos auditivos não seria diferente. A tecnologia invadiu o universo das próteses auditivas de uma forma espetacular, proporcionando inúmeros benefícios para as pessoas com perda auditiva.

O aparelho auditivo moderno é composto por alguns componentes principais, independentemente do tipo ou marca, sendo eles: o microfone, circuito de amplificação, receptor e a fonte de energia.

Microfone

O microfone é responsável pela captação das ondas sonoras do ambiente, transformando-as em energia elétrica. Hoje a maioria das próteses auditivas possuem dois microfones capazes de captar sons de baixa e alta intensidades sem distorção, com ampla faixa de frequência, proporcionando alta qualidade sonora e clareza, mesmo em um ambiente desafiador.

Amplificador

A função do amplificador vai muito além de simplesmente aumentar o ganho dos sons captados pelo microfone. Ele é o principal componente responsável pela adaptação adequada a necessidade de cada usuário.

Os AASIs (Aparelho de Amplificação Sonora Individual) analógicos não conseguiam tratar as ondas sonoras, trabalhando somente as frequências e intensidade de acordo com o tipo de perda auditiva apresentada, essa tecnologia causa um grande desconforto em diversos ambientes, dificultando a adaptação e o uso do mesmo.

É por este motivo que a tecnologia analógica acabou criando o mito de que não seria possível adaptar a perda ao uso aparelhos auditivos.

A Tecnologia Digital, no entanto, traz um novo conceito em adaptação dos aparelhos auditivos modernos, pois o circuito é capaz de reconhecer e separar os sons captados pelo microfone em faixas de frequências específicas (sons de baixa, média e alta intensidade).

Além disso, estes aparelhos possuem diversos recursos que atuam para que as ondas sonoras sejam tratadas, a fim de que o usuário tenha uma experiência cada vez mais próxima da audição natural, transformando sua qualidade de vida!

Receptor

O receptor é a etapa final para que o som chegue ao seu destino dentro do AASI (Aparelho de Amplificação Sonora Individual).

Ele é responsável por receber o estímulo sonoro modificado pela amplificação, e transmitir o som para o tímpano com a intensidade sonora necessária para cada tipo e grau de perda auditiva, ou seja, temos receptores com ganhos diferentes para perda de grau leve a moderada, moderada a severa e para perda severa a profunda.

Fonte de Energia

A fonte de energia mais utilizada para o funcionamento do aparelho auditivo são as pilhas de zinco.

Tais pilhas são encontradas em quatro opções que seguem um padrão mundialmente, nos tamanhos A10, A312, A13 e A675.

A durabilidade das pilhas depende da sua “potência” e pode variar de acordo com as horas que o usuário utiliza por dia.

Geralmente a média de duração é de 3 a 15 dias, mas é preciso consultar o fonoaudiólogo responsável pela adaptação para orientação de acordo com o caso.