Fumantes correm mais riscos de ter perda auditiva

O cigarro pode ser causa da perda auditiva entre os fumantes e dos outros ao seu redor


Compartilhar

Se eu fosse você, pensaria bem antes de acender o próximo cigarro. Além de uma lista extensa de problemas de saúde causados pelo tabagismo, como câncer, doença cardíaca e problemas respiratórios, esse hábito também é causa da perda auditiva para fumantes ativos e passivos.


O número de fumantes no Brasil caiu nos últimos anos mas, ainda assim, os dados são alarmantes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 18 milhões de brasileiros são fumantes, deixando o Brasil em oitavo lugar no ranking mundial de número de fumantes.

Inicialmente, o cigarro parede algo relaxante e que acalma os nervos. Mas, a cada tragada, o fumante ingere inúmeras substâncias tóxicas, incluindo a nicotina. Essa e outras substâncias presentes no cigarro são chamadas de “ototóxicas”, ou seja, são uma causa da perda auditiva, zumbido e podem afetar o equilíbrio.

Cigarro e problemas auditivos

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


Vários especialistas em saúde auditiva alertam que os fumantes têm mais chances de desenvolver algum tipo de perda auditiva. Um estudo realizado por uma equipe da Universidade de Manchester descobriu que os fumantes apresentam um risco 15% maior de sofrer com perda auditiva em comparação com os não-fumantes. Já o tabagismo passivo foi responsável por aumentar o risco de problemas auditivos em 28%.

A pesquisa considerou os testes auditivos de mais de 160 mil adultos do Reino Unido. Os resultados mostraram que, quanto mais as pessoas fumavam, maior o risco de sofrer com problemas auditivos. Por causa da grande quantidade de fumantes, o tabagismo pode representar uma das principais causas da perda auditiva em todo o mundo.

Os estudiosos não confirmaram se as toxinas presentes na fumaça do cigarro afetam diretamente a audição ou se os problemas auditivos são consequências da doença cardiovascular relacionada ao fumo.

O impacto para fumantes passivos

Pesquisas também relacionaram a exposição regular ao fumo como causa da perda auditiva em fumantes passivos, embora a prevalência seja menor do que para os fumantes.

O risco para adolescentes é ainda maior pois o nervo auditivo não está totalmente formado até o final da adolescência. Um estudo alternativo realizado nos Estados Unidos apontou que os adolescentes expostos à fumaça do cigarro têm de duas a três vezes mais chances de desenvolver perda auditiva do que aqueles que não foram expostos.

Essas informações são preocupantes pois mostra que o hábito de fumar é prejudicial não apenas para quem fuma, como também para as pessoas que estão ao seu redor.

Como evitar a perda auditiva

Se você é fumante, não é tarde demais para desistir. Os pesquisadores do Reino Unido descobriram que os ex-fumantes demonstram um risco menor de perda auditiva. Isso pode ser explicado porque o fim do tabagismo geralmente leva a hábitos de vida mais saudáveis.

Está preocupado que o cigarro possa estar danificando sua audição? Entre em contato com a Direito de Ouvir e fale com um profissional de audição mais perto de você. Você também pode fazer o nosso teste on-line, rápido, fácil e gratuito e analisar se apresenta algum sintoma de perda auditiva.