Por Direito de Ouvir

20 de abril de 2021

Cuidados com os ouvidos durante o verão

É preciso ter cuidado com os ouvidos ao entrar em piscinas

20 de abril de 2021


Nada melhor do que nos refrescarmos em dias quentes, não é mesmo? O verão sempre chega trazendo muito calor e pede a máxima atenção com sua saúde auditiva quando recorremos a piscinas, praias, cachoeiras, lagoas e rios para nos refrescar.

Essa é a estação do ano onde mais são diagnosticadas as inflamações e dores de ouvido. Isso acontece porque a maioria das pessoas esquece, ou não tem o hábito de tomarem os devidos cuidados ao se banhar. O contato com a água pode provocar problemas para a saúde dos nossos ouvidos, entre eles os mais comuns são: infecções e ouvidos entupidos.

Um dos problemas auditivos mais recorrentes causados pela exposição dos ouvidos na água é uma infecção chamada: OTITE EXTERNA, também conhecida como Otite do Nadador, seus sintomas são: dor no ouvido, coceira nos ouvidos, secreção de fluidos e diminuição na audição.

Mas, o que é exatamente a otite externa?

O problema é identificado pela infecção da pele do ouvido, que pode ser causada pela exposição prolongada à água, originada por bactérias comuns e às vezes por fungos. Ela provoca incômodos como, dor moderada ou extrema, coceira, vermelhidão, febre e secreção com ou sem odor, além de inchaço no canal auditivo podendo assim sentir diminuição da audição.

Quem faz uso de Aparelhos Auditivos deve ter os cuidados redobrados na hora de nadar, pois, se os aparelhos entrarem em contato com a água podem sofrer danos internos e até mesmo parar de funcionar.

Caso aconteça, o indicado é que desligue imediatamente seu aparelho auditivo, remova a bateria do compartimento de pilhas secando-os cuidadosamente com um pano macio, depois coloque seu aparelho no desumidificador - sem a bateria - até levar para assistência técnica autorizada para realizar uma revisão, limpeza e desoxidação interna.

É importante também secar os ouvidos muito bem antes de colocar os Aparelhos Auditivos novamente, pois se os ouvidos ainda estiverem úmidos podem também causar infecções por estarem tampados.

Dicas

• Para evitar infecções nos ouvidos durante o verão: use tampões de ouvido ao mergulhar, verifique o tratamento da água, nade em águas limpas, seque bem os ouvidos. Ao sentir presença de água no ouvido, deite-se de cabeça para o lado e encoste em uma toalha para ela sair.

• Não introduza hastes flexíveis ou qualquer tipo de objeto no canal auditivo, ele tem uma pele muito sensível e é capaz de arranhar e derrubar a barreira contra bactérias. Evite utilizar qualquer produto caseiro sem a devida orientação médica.

O verão é época de lazer e de curtir o clima em ambientes que envolvem água, mas é muito importante termos nossa atenção voltada para possíveis problemas. Se algo acontecer e você identificar complicações como as que citei acima, procure imediatamente um profissional.

Cuide-se, pois, a audição é o que tem de mais importante para um bom funcionamento do corpo humano.


Fonoaudióloga Giovanna Maia
CRFª: 6-7292


Marcadores
Curiosidades Audição
Nós usamos seus dados para analisar e personalizar nossos anúncios e serviços durante sua navegação em nossa plataforma. Ao continuar navegando pelo site Direito de Ouvir você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las