7 formas de manter a autoestima na melhor idade

Ter uma boa autoestima na terceira idade é uma forma de garantir uma velhice saudável


Compartilhar

A autoestima é importante para qualquer pessoa. Mas, à medida que o processo de envelhecimento começa, é comum que as pessoas percam a confiança e autoestima. Isso pode ser justificado pelo fato de que a terceira idade traz consigo muitas mudanças significativas na vida. Aposentadoria, a perda de entes queridos, filhos crescidos se afastando de casa e mudanças na aparência são alguns exemplos.

Portanto, é comum que tantas mudanças abalem os sentimentos de confiança. Mas não precisa ser assim! Se você está passando por essa fase, saiba que você pode (e deve) manter a autoestima na terceira idade. Assim, você envelhece de forma saudável e com qualidade de vida. Quer saber como? Reunimos algumas maneiras simples para manter a autoestima na terceira idade. Confira!


Como manter a autoestima na terceira idade?

1. Faça conexões sociais

A falta de uma rotina estabelecida após a aposentadoria, por exemplo, pode causar desmotivação e isolamento. Esse comportamento pode ocasionar outros problemas mais graves, como a depressão.

Portanto, manter as conexões sociais deve ser uma das prioridades para quem quer manter a autoestima na terceira idade. Pode ser se reunindo com amigos e familiares ou participando de atividades que gosta, por exemplo.

O importante é se envolver as com as pessoas que estão ao seu redor. Afinal de contas, manter as conexões sociais ativas é vital para a felicidade e autoestima de qualquer pessoa.

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


2. Ignore estereótipos negativos

As pessoas estão cheias de estereótipos e imagens negativas sobre o processo de envelhecimento. Ignorá-las e manter-se positivo é essencial para ter uma autoestima elevada na terceira idade.

Um estudo americano descobriu que os idosos que encontravam mensagens positivas sobre o envelhecimento - em oposição aos estereótipos negativos - tinham resultados favoráveis, como melhoria no bem-estar físico e mental. Consequentemente, eles conseguiam manter sua independência por mais tempo e se sentiam mais capazes de realizar as tarefas cotidianas.

Portanto, procure mostrar para você mesmo e aos outros que o envelhecimento ou as limitações físicas, como uma perda auditiva, não são motivos para se envergonhar.

3. Cuide da aparência

Engana-se quem pensa que a vaidade deve ser uma preocupação apenas para os jovens. Na realidade, gostar da sua aparência é uma das principais maneiras de elevar a autoestima em qualquer fase da vida.

Por isso, estabeleça algumas ações de autocuidado, isto é, para manter-se bem por dentro e por fora. Mesmo que você não seja uma pessoa super vaidosa, mantenha cuidados básicos com a sua higiene e aparência, por exemplo. Vestir uma roupa que goste, usar um perfume ou um batom são maneiras simples de elevar a autoestima e gostar da imagem que vê no espelho.

4. Cuide da saúde

Quando você faz o que sabe que é bom para você, como manter uma vida saudável, você se sente melhor consigo mesmo. Portanto, colecione bons hábitos para sua saúde, como ter uma alimentação equilibrada e praticar atividades físicas. Clique aqui para saber como exercícios físicos previne a perda auditiva.

Além disso, mantenha seus exames em dia e visite seu médico regularmente. É importante ter a consciência que alguns problemas de saúde podem aparecer naturalmente com o envelhecimento.

A perda auditiva é um exemplo de problema comum entre idosos que pode prejudicar a autoestima e levar ao isolamento social se não for tratada. Contudo, com o diagnóstico precoce e o tratamento com aparelhos auditivos, é possível recuperar a qualidade de vida na terceira idade.

5. Mantenha o corpo em movimento

Todos sabem que existe uma conexão entre mente e corpo. Enquanto movimentamos nosso corpo, conseguimos afastar os pensamentos negativos, ter sensação de felicidade e bem-estar. Por isso, é essencial manter-se em movimento para ajudar na autoestima.

É claro que a chegada da terceira idade pode criar algumas limitações, mas isso não significa que você não pode praticar atividades físicas. Basta ter moderação, respeitar seus próprios limites e consultar um profissional antes da prática.

Dança, caminhada, hidroginástica e pilates são algumas atividades bastante indicadas para manter corpo e mente sadios.

6. Lembre-se dos seus pontos fortes

Chegar na terceira idade significa que você teve a oportunidade de acumular uma experiência de vida significativa. Ao longo dos anos, você pode ter construído uma carreira consolidada, formado uma família, educado os filhos, realizado viagens e vivenciado diferentes situações.

Considerar tudo que você aprendeu no decorrer da vida pode ser uma forma de fortalecer sua autoconfiança e autoestima. Então, lembre-se de todas as coisas que você faz bem, de todas as pessoas que teve a oportunidade de tocar de maneira positiva.

7. Tenha metas e objetivos pessoais

Quantas coisas você já teve vontade de fazer, mas precisou deixar para trás por causa da correria da vida adulta? Pois, agora é o momento de colocar alguns dos seus desejos em prática, seja aprender a tocar um instrumento, um curso de culinária, conhecer novos lugares etc.

Acredite, a sensação de criar e cumprir algumas metas pessoais é gratificante! Então, pense no que você gostaria de fazer no próximo ano da sua vida. Crie algumas metas pequenas, mas que sejam emocionantes. Muitas vezes, o simples ato de estabelecer objetivos pode ajudar a se sentir mais confiante, calmo e feliz.

O que você faz para manter a autoestima na terceira idade?

Pode ser difícil se sentir feliz se você se considerar menos capaz do que era antes. Entretanto, é importante ter em mente que envelhecer é um privilégio que traz vários benefícios.

Maior facilidade para tomar decisões, níveis reduzidos de estresse e uma capacidade mais profunda de amar e sentir empatia são apenas alguns dos benefícios do envelhecimento e que muitas vezes são negligenciadas.

Ter muitas experiências de vida - boas ou ruins - pode proporcionar uma perspectiva mais ampla do que realmente importa na vida. Isso leva a uma maior sabedoria e melhor compreensão emocional.

Percebeu como a velhice pode ser uma fase positiva ou negativa, de acordo com a forma que encaramos? Agora queremos saber como está sua autoestima na terceira idade e o que você faz para se sentir bem consigo mesmo. Compartilhe nos comentários!