Por Cláudio Fonseca

16 de julho de 2018

Artrite reumática

Pesquisa mostra que a perda auditiva é comum em até 72% em portadores de artrite reumática

16 de julho de 2018


Você sabia que a artrite reumática pode aumentar os riscos de perda auditiva? A ligação foi comprovada por meio de estudos no México e na Dinamarca.

O Instituto Nacional de Ciências Médicas e Nutricional Salvador Zubirán (Tlalpan, México) realizou testes com 113 pacientes diagnosticados previamente com artrite reumática.


Para o estudo, foram realizadas avaliações audiométricas e reumáticas na mesma ocasião a cada seis meses em 104 pacientes. No começo dos testes, 80 pessoas não apresentavam nenhum tipo de deficiência auditiva. No decorrer da pesquisa esse número mudou. Dez pessoas desenvolveram deficiência ligeira incidental, sendo 5 pacientes no período de seis meses e 6 pacientes em um ano.

Na Dinamarca, pesquisadores do Hospital Universitário de Odense buscaram entender a relação entre artrite reumática e deficiências na audição.

O resultado mostra que a perda auditiva neurossensorial é a mais comum nos pacientes com artrite reumática, aparecendo em 25% a 72% dos casos. Esse tipo de deficiência diminui a capacidade de ouvir sons mais fracos e os sons mais altos são abafados ou não são ouvidos claramente.

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


Os dois estudos mostram que alguns fatores podem influenciar nos resultados, como as técnicas laboratoriais, idade dos pacientes, gravidade da doença reumática e o tipo de tratamento para a doença.

As questões externas também podem influenciar na relação entre artrite reumática e perda de audição, tabagismo (ativo ou passivo), consumo de bebidas alcoólicas e exposição aos ruídos.

O que é a artrite reumática

A artrite reumática é uma doença autoimune multissistêmica crônica caracterizada por um estado inflamatório persistente. Em outras palavras, as próprias células de defesa do corpo atacam as articulações provocando dores nas juntas e prejudicando a capacidade de locomoção. Geralmente as articulações dos dedos, joelhos e tornozelos são as mais atacadas.

A doença afeta entre 0,3 a 1% da população mundial e é até quatro vezes mais frequente entre mulheres. Os primeiros sintomas costumam aparecer entre 20 a 40 anos de idade.

É importante salientar que a artrite reumática não ataca somente as juntas. A inflamação também causa danos às artérias, pulmões, olhos e ouvidos.

O que é a perda auditiva neurossensorial

Antes de explicarmos o que é a perda auditiva neurossensorial, é importante que você saiba como funciona o sistema auditivo.

O ouvido é responsável por captar as vibrações sonoras e transformá-los em impulsos nervosos para que o cérebro consiga codificar a mensagem. Ele é composto por pelas seguintes partes:

• Ouvido Externo: é a parte que envolve a orelha, canal auditivo e tímpano, responsáveis por captar as ondas sonoras;

• Ouvido Médio: aqui as ondas são transformadas em vibrações que são amplificadas e enviadas ao ouvido interno;

• Ouvido Interno: essa área é formada pela cóclea e pelas células ciliadas. Nessa área, os impulsos nervosos são transportados pelo nervo auditivo até chegar ao cérebro;

O perfeito funcionamento dessas três partes resulta em uma boa audição.

A perda auditiva neurossensorial ocorre no ouvido interno e é caracterizada por lesões nas células. Quando isso acontece, os sons captados pelos ouvidos externo e médio não são transmitidos com eficácia, resultando em uma menor transferência de sons e ruídos.

Dificuldade para escutar qualquer tipo de som ou entender a fala do outro, mesmo quando o interlocutor está próximo são os primeiros sinais da surdez neurossensorial.

Ligação da artrite reumática e perda auditiva

A ligação entre artrite reumática e deficiência auditiva ainda não está totalmente esclarecida. O fato é que as pesquisas comprovam que portadores da doença têm mais probabilidade de apresentar problemas de audição do que pessoas que não possuem a doença.

Tratamento

É extremamente importante que os pacientes predispostos façam o exame de audiometria regularmente pois diagnóstico precoce pode evitar danos irreversíveis na audição. Os médicos responsáveis pelo estudo no México também destacam a importância de seguir à risca o tratamento da artrite reumática, pois a contenção da doença ajuda a evitar danos no sistema auditivo.

Geralmente, a perda auditiva é solucionada com o uso de aparelhos auditivos. Em casos de surdez severa ou em pacientes que não se adaptaram aos aparelhos auditivos, é indicado o implante coclear. O dispositivo tem a mesma função das células ciliares e possibilita uma sensação sonora similar à natural.

Se você se identificou com esse artigo, é fundamental que procure um especialista para realizar o exame de audiometria e ser direcionado ao melhor tratamento para seu caso.


Marcadores
Curiosidades
Nós usamos seus dados para analisar e personalizar nossos anúncios e serviços durante sua navegação em nossa plataforma. Ao continuar navegando pelo site Direito de Ouvir você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las