Todos estão sujeitos a ter perda auditiva

Todas as pessoas tendem a ter perda auditiva após os 60 anos de idade

Especialistas alertam que todos estão sujeitos a perder a audição. Embora exista um importante componente hereditário -  principalmente no caso dos homens, todas as pessoas tendem a ter perdas auditivas após os 60 anos de idade. Isso acontece por conta de uma degeneração natural das células auditivas que acontece com o envelhecimento natural.

Pesquisas mostram que em pessoas acima de 60 anos, a prevalência de perda auditiva chega a 60%. Em pessoas com mais de 65 anos, a redução da capacidade auditiva é superior a 70%.  Para piorar esse cenário, o ruído constante das cidades contribui para que os casos de surdez aumentem.

Segundo a Organização Mundial de Saúde,  a exposição constante a  barulhos acima de 85 decibéis são prejudiciais à saúde. No Brasil, estima-se que 15 milhões de pessoas tenham algum tipo de deficiência auditiva.

Sociedade Brasileira de Otologia (SBO) estima que entre 15% e 20% dos brasileiros têm zumbido, sintoma que frequentemente está relacionado com a perda auditiva. Mas, deste total, apenas 15% se sentem incomodados com o barulho e procuram um otorrinolaringologista.  Ainda de acordo com os dados da associação, cerca de 30% a 35% das perdas de audição estão relacionadas à exposição a sons intensos.

Como se prevenir de danos precoces

Conheça algumas medidas importantes que podem contribuir para


- Evite permanecer por muito tempo em ambientes ruidosos

- Tome cuidado com o uso frequente de fones de ouvido. Nunca ouça dispositivos musicais no volume máximo e faça pausas para os ouvidos descansarem

- Se trabalhar em um ambiente ruidoso, não se esqueça de usar protetores auditivos

- Faça audiometrias anuais. Os exames são importantes para diagnosticar perdas – quanto mais rápido for feito o tratamento, melhor

E se a perda auditiva for diagnosticada?

Não se desespere: com os aparelhos auditivos modernos é possível fazer a reabilitação auditiva. Conheça os graus de perda auditiva:

  •  NORMAL (0 A 20 dB) – Ouve todos os sons normalmente
  •  LEVE (21 A 40 dB) – Quando uma pessoa tem incapacidade de ouvir sons suaves edificuldade para entender a fala e alguns sons como o canto dos passarinhos, principalmente em locais com muito ruíod
  •  MODERADA (41 A 70 dB) – Neste caso, há dificuldade para ouvir o latir do cachorro, bebê chorando, aspirador de pó e outros ruídos mais altos e incapacidede de compreender a fala
  • SEVERA (71 A 90 dB) – Pessoas com este tipo de perda auditiva não conseguem ouvir o o toque do telefone, compreender a fala, por exemplo
  •  PROFUNDA ( > 91 dB) –  Já as pessoas com perda auditiva profunda não ouvem sons considerados muito altos como uma máquina de cortar grama, um caminhão, a turbina de um avião. Alguns sons extremamente altos são audíveis, mas a comunicação sem o aparelho auditivo é impossível.

Confira 7 dicas para novos usuários de aparelhos auditivos

Continue lendo
Audição Perda auditiva Prevenção da perda auditiva

Mais do Blog

Audição4 meses atrás

Ouvido Entupido? Conheça as Principais Causas

Conhecido como autofonia, este problema pode acontecer por uma série de fatores

Perda auditiva4 meses atrás

Tímpano Perfurado? Quais os sintomas? Como tratar?

Entenda o que acontece quando a membrana do tímpano é perfurada

Doenças do ouvido, Prevenção da perda auditiva4 meses atrás

Perda Auditiva Neurossensorial: Causa e Tratamento

A perda auditiva neurossensorial pode ser unilateral ou bilateral, leve ou profunda

Prevenção da perda auditiva4 meses atrás

Como prevenir problemas auditivos e a surdez?

Muitos os fatores levam à surdez.Saiba como evitar problemas auditivos

Perda auditiva, Prevenção da perda auditiva4 meses atrás

Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez

Campanha bsucaconscientizar as pessoas sobre a importância de cuidar da saúde auditiva

Curiosidades, Perda auditiva4 meses atrás

Síndrome de Usher causa surdez e cegueira

Doença genética associa a perda da audição com redução da visão