Cláudio Fonseca
Por Cláudio Fonseca
Otorrino Especialista

27 de novembro de 2018


0 compartilhamentos
Nenhum comentário

Apneia do sono pode causar perda auditiva?

Estudo sugere que pessoas com o transtorno façam testes de audição


Compartilhar

Apneia do sono causa perda auditiva

Cerca de 40 milhões de brasileiros têm apneia do sono, um distúrbio caracterizado por pequenas pausas ou interrupções na respiração durante o sono.

Além de afetar a qualidade do sono, a apneia também pode estar relacionada à perda auditiva repentina. É o que mostra um estudo realizado em Taiwan, publicado na revista Archives of Otolaryngology-Head & Neck Surgery.


Consultando um banco de dados de mais de 19 mil pessoas, os pesquisadores descobriram que homens que sofreram perda auditiva súbita tinham 48% mais probabilidade de terem sido diagnosticados com apneia do sono do que as pessoas sem problemas auditivos. Em mulheres, a diferença foi insignificante.

O que é apneia do sono?

A apneia do sono é um distúrbio caracterizado por pausas na respiração enquanto a pessoa dorme, variando de alguns segundos a vários minutos. Como resultado, o indivíduo tem o sono interrompido durante a noite e se sente muita sonolência durante o dia.

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


Quando não tratado, esse distúrbio do sono pode desencadear uma série de outros problemas de saúde, incluindo diabetes, obesidade, ataque cardíaco, derrame e hipertensão.

Qual a ligação entre apneia do sono e perda auditiva?

Para um perfeito funcionamento do sistema auditivo, os órgãos do ouvido interno dependem de um fluxo sanguíneo normal. Quando há algum problema de circulação, as células ciliadas (responsáveis por transformar os ruídos em sinais elétricos e enviar para o cérebro) podem ser danificadas. Como essas células não se regeneram, essa é uma causa da perda auditiva neurossensorial, o tipo mais comum de perda auditiva permanente.

A apneia do sono, por sua vez, é conhecida por causar inflamações nos vasos sanguíneos. A especulação dos pesquisadores é que essas inflamações possam afetar os vasos sanguíneos em áreas do cérebro que controlam a audição.

Além disso, a apneia do sono aumenta a possibilidade de um indivíduo desenvolver diabetes e pressão alta, que são doenças conhecidas como causa da perda auditiva.

O estudo, no entanto, não determinou que a apneia é uma causa da perda auditiva.Para estabelecer essa relação, seria necessário fazer testes mais aprofundados.

Tratamento

Independentemente se a apneia ainda não pode ser considerada uma causa da perda auditiva, não podemos negar a ligação entre esses dois problemas.Além disso para proteger a sua saúde de forma geral, o sintomas da apneia do sono não podem ser ignorados.

Então, se você apresenta ronco, sonolência diurna, fadiga, irritabilidade, problemas de aprendizado ou de memória ou garganta seca ao acordar, é ideal que você procure um médico.

O tratamento mais comum para apneia do sono é o uso de um dispositivo de pressão positiva contínua nas vias aéreas durante a noite. Outros tratamentos incluem medicamentos, cirurgia para corrigir o bloqueio e aparelhos dentários especiais para reposicionar a língua e a mandíbula.

A perda auditiva relacionada à apneia do sono, geralmente é tratável com aparelhos auditivos. O seu audiologista deve diagnosticar o tipo de perda auditiva e recomendar o aparelho auditivo ou tratamento adequado para o seu caso.

Para encontrar um fonoaudiólogo especializado ou um centro auditivo próximo de você, consulte todas as unidades da Rede de Clínicas Direito de Ouvir.