Por Direito de Ouvir

16 de abril de 2021

Perda auditiva: fique atento aos sinais.

É preciso entender primeiro como a nossa audição acontece.

16 de abril de 2021


Temos um sistema auditivo bem complexo, que possui componentes que contribuem para a recepção, percepção, discriminação e compreensão dos sons.

Esse sistema começa com o nosso ouvido externo, composto pelo pavilhão auditivo e o conduto auditivo, que recebem a onda sonora e a encaminha para a membrana timpânica.

A membrana timpânica se movimenta e faz com que os ossículos do ouvido médio vibrem.

A função dos ossículos é amplificar a vibração, transferindo para o ouvido interno, que é onde estão localizadas as células auditivas, responsáveis por transformar a vibração em impulso elétrico.

O impulso elétrico gerado pela vibração dos ossículos é conduzido até o nosso cérebro através do nervo auditivo, e lá no cérebro processamos e interpretamos os sons.

Todo esse mecanismo já está pronto quando nascemos, porém, ao longo da vida, alguns fatores podem afetar o bom funcionamento desse sistema, como por exemplo:

Exposição a ruído ou som muito alto: que acabam danificando as células auditivas, aqui também incluímos o uso de fones de ouvido, que também danificam as células devido ao tempo de uso e volume do som;

Doenças que atingem os ouvidos, desde as comuns como as otites ou inflamações do ouvido mais severas como a otosclerose, todas devem ser tratadas com o médico;

Alguns medicamentos são ototóxicos, ou seja, afetam diretamente a audição, por isso a importância de não se auto medicar;

E outros fatores que devem sempre ser investigados pelo médico.

Consultar um médico otorrinolaringologista para saber qual a causa da perda de audição é o primeiro passo para o diagnóstico.
Mas quando desconfiar que estamos diante de uma perda de audição? Quando isto acontecer, fique atento aos sintomas abaixo:

Muita dor de ouvido (otite);
Aumento do volume de tv e rádio;
Apresente dificuldades para ouvir campainha, buzina de carro ou outras pessoas chamando;
Zumbido;
Solicita muitas repetições das pessoas, o famoso “hã?”
Não consegue acompanhar conversas ao telefone, restaurantes, reuniões e festas.

Devemos sempre ter cuidado com a nossa audição e isso inclui também cuidar dos nossos ouvidos de uma forma geral.

A seguir temos listados alguns hábitos diários que devemos ter, a fim de evitar problemas em nossa audição:

Não se expor a ruído sem o protetor auditivo;
Não fazer uso de hastes flexíveis: a limpeza é sempre feita externa, somente no pavilhão auditivo;
Não deixar entrar água nos ouvidos;
Se atentar ao volume dos sons que ouvimos, principalmente em fones de ouvido e shows;
Não inserir qualquer objeto nos ouvidos: palito de dente, grampo de cabelo, chave do carro, etc.

O exame para diagnosticar a perda auditiva se chama audiometria, esse exame nos diz qual é o tipo de perda que a pessoa possui e auxilia o médico em seu diagnóstico e indicação do tratamento mais eficaz para cada tipo de problema e se, for o caso o uso de aparelhos auditivos.

Quais são os tipos de perda auditiva que temos?

Temos basicamente 2 tipos de perdas auditivas, a que atinge o ouvido externo e médio, que são as perdas condutivas, e a que atinge o ouvido interno, vias neurais ou córtex cerebral que são as perdas sensorioneurais.

O uso de aparelhos auditivos, quando indicado, deve ser sempre acompanhado pelo fonoaudiólogo. Somos nós os profissionais que irão selecionar o tipo de aparelho mais indicado para a perda auditiva apresentada, e também o responsável por todo o processo de adaptação do aparelho, desde a primeira colocação no ouvido até as regulagens necessárias para o bom funcionamento do equipamento.

Cuidar da nossa audição é importante para podermos desfrutar de uma melhor qualidade de vida, interagindo e se comunicando com as pessoas que amamos.

Agende um exame de audiometria com um fonoaudiólogo regularmente, pois dessa forma estará cuidando de sua audição.


Fonoaudióloga Daniela Menin
CRFª: 2-15352


Marcadores
Perda auditiva
Nós usamos seus dados para analisar e personalizar nossos anúncios e serviços durante sua navegação em nossa plataforma. Ao continuar navegando pelo site Direito de Ouvir você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las