Por Direito de Ouvir

23 de março de 2021

Mitos e verdades sobre a cera de ouvido

Tudo o que você precisa saber para manter sua saúde auditiva

23 de março de 2021


Muito ouvimos falar sobre as funcionalidades da cera de ouvido, porém esse é um assunto que ainda causa muitas dúvidas. Por isso, é sobre ele que iremos tratar neste artigo!


Você sabe para que serve a cera de ouvido?

A cera do ouvido, conhecida pela medicina como cerúmen, é produzida por glândulas sebáceas que se encontram no conduto auditivo. Sua função é proteger os ouvidos de poeira e micro-organismos (insetos ou pequenos objetos) que entram no nosso conduto, podendo afetar a audição ou causar infecções.

No entanto, existem muitos mitos e verdades respeito da cera de ouvido, vamos esclarecer alguns para que você não caia em ciladas e prejudique sua saúde auditiva.


Quais são esses mitos?

Existem muito mais mitos do que verdades sobre a cera e tais mitos, por não serem esclarecidos, causam muitos problemas auditivos, mais do que imaginamos.

O maior deles está ligado à limpeza dos ouvidos.

As pessoas têm o costume de limpar o ouvido “por conta própria”, com hastes flexíveis - o famoso cotonete – ou com outros objetos, achando que a cera é sujeira acumulada. Fazendo isso, acabam empurrando-a cada vez mais para o fundo do ouvido, causando o “entupimento” do canal.


Como fazer para tirar a cera do ouvido, então?

A limpeza de ouvido deve exclusivamente ser feita por médico especialista, o Otorrinolaringologista, jamais em farmácias ou com remédios caseiros.

Mas, e se eu tiver acúmulo de cera e não tirar, o que pode acontecer?

Nesse caso, você sentirá o seu ouvido entupido, dor, zumbido, tontura ou até mesmo perda auditiva.

Outro engano comum é pensar que qualquer objeto pode ser inserido dentro do conduto auditivo.

Quando colocamos qualquer tipo de objeto ou ferramenta dentro do ouvido, nós podemos machucar o conduto, causando ranhuras e pequenas feridas que, ao longo do tempo, podem causar otites externas (inflamações no conduto) e, em casos mais graves, levar a uma perfuração timpânica, acarretando uma perda auditiva irreversível.

No entanto, muitas pessoas têm coceiras no ouvido e acabam inserindo nele o primeiro objeto que estão em mãos, principalmente chaves. Essas coceiras podem ser ocasionadas por descamações da pele do conduto. Os motivos dessa coceira variam desde a pele seca, excesso de limpeza ou, muitas vezes, fungos.

É por isso que realizar a lavagem de ouvido com o especialista é de extrema importância, pois evita vários transtornos e enfermidades, preservando nossa saúde auditiva.


E quais são as verdades sobre a cera?

Muitas pessoas dizem: “ouvir dizer” que aparelho auditivo “causa” cera de ouvido, isso é verdade?

Sim e não. Existem muitos usuários de aparelho auditivo que já tem, por natureza do seu organismo, uma aceleração na produção da cera de ouvido.

Como já disse acima, a cera existe para proteger nosso ouvido e quando o aparelho ou o molde do aparelho entra em contato com o ouvido, o organismo apenas o identifica como um “corpo estranho”, fazendo que exista, a princípio, um aumento dessa cera.

Portanto, não é o aparelho que causa a cera e sim o próprio organismo que “defende” o ouvido de uma possível ameaça.

Outro fato importante a salientar e que poucas pessoas sabem, é que a cera também nos avisa quando existe algo de errado com o nosso ouvido, mesmo que não vemos ou sintamos.

Quando a cera tem uma coloração diferenciada ou um cheiro ruim, pode estar nos avisando que em nossos ouvidos podem conter fungos ou até mesmo uma infecção, pois nem toda infecção de ouvido dói.

Sempre que perceber essas alterações é de suma importância procurar um médico Otorrinolaringologista para avaliar o caso e encaminhar o tratamento adequado.

Estar atento aos sinais do nosso corpo e ciente dos cuidados com nosso ouvido é sinal de zelo pelo nosso bem-estar e qualidade de vida.

Não deixe de consultar seu Otorrinolaringologista caso note algo incomum e, caso constate perda auditiva, consulte um fonoaudiólogo audiologista da Direito de Ouvir.


Fonoaudióloga Camila de Souza e Castro

CRFa 2-15110


Marcadores
Curiosidades Audição
Nós usamos seus dados para analisar e personalizar nossos anúncios e serviços durante sua navegação em nossa plataforma. Ao continuar navegando pelo site Direito de Ouvir você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las