O que é Exostose e como afeta sua audição?

Com um formato anômalo, esse tumor benigno pode ser desenvolvido na estrutura do ouvido


Compartilhar

Com denominação de osteocondroma, a Exostose óssea é inteiramente revestida por uma capa de cartilagem exclusivamente classificada como benigna latente (B-1) ou ativa (B-2). É considerado uma degradação no desenvolvimento em que se é encontrado um distúrbio na direção da cartilagem. Quando este defeito ocorre diretamente ao ouvido, acontece o crescimento de uma anomalia no canal externo.


Uma das causas da Exostose acontece pela ampla e numerosa exposição do indivíduo em ambientes com água fria e salgada (comumente praias e rios). Seus maiores afetados costumam ser pessoas que praticam esportes aquáticos, como esqui, mergulho e pescaria. Em sua maioria, o osteocondroma acomete frequentemente indivíduos do sexo masculino e são altamente raros durante a infância.

O tratamento deve ser realizado com um profissional e mantido em constante observação e cautela. Em alguns casos onde a anomalia se agrava, é necessária intervenção cirúrgica.

Localização

Localizado no canal externo do ouvido, esse que detém dois seguimentos – o seguimento mais interno e o seguimento mais externo – onde o formato anômalo da doença pode estreitar inteiramente esse canal, e quando não percebido e tratado de forma rápida, acomete ao fechamento total da audição.

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


Efeitos sintomáticos

De modo que o indivíduo consiga detectar os primeiros sintomas, é necessário se atentar se há presença como dor nos ouvidos, inchaço, dor nas articulações, que acontecem devido a pressão nos nervos onde se encontra a anomalia. Um dos sintomas mais comuns encontrados em pacientes que identificaram o tumor anômalo, é a retenção de água e uma determinada sensação de peso encontrada dentro do ouvido.

É importante ressaltar que nem sempre há uma manifestação de sintomas em um portador de osteocondroma. A pessoa pode conseguir levar uma vida amplamente normal e sem sinais de quaisquer sintomas derivados do tumor, e nem ao menos se queixarem de que algo está errado com sua audição.

Apesar da falta de sintomas que pode ocorrer com alguns indivíduos, é necessário se atentar a qualquer tipo de alteração no canal externo do ouvido, principalmente se você for uma pessoa que passa grande parte do tempo em ambientes aquáticos e que fazem uso de grandes quantidades de água diariamente.

Mesmo que não haja as alterações sintomáticas, a pressão do canal auditivo pode ir aos poucos criando barreiras para a drenagem da água, de cera e de outros fatores que podem ir se acumulando dentro do canal auditivo. Essa pressão acarreta em futuras infecções que vão se alastrando até a perda total da audição, além de dores intensas derivadas desses sintomas.

Tratamento e prevenção

Como dito anteriormente, dependendo da gravidade e nível da anomalia, é necessária intervenção cirúrgica, visto que o tumor pode ocasionar no fechamento total do canal auditivo. Além disso, pessoas que estão expostas a trabalhos e esportes náuticos, precisam se atentar à utilização de equipamentos necessários como roupas de mergulho, protetores auriculares, tampões e outros aparelhos que beneficiem a devida proteção ao seu usuário. Em casos de problemas com indícios da perda de audição, os profissionais do Direito de Ouvir estão sempre de prontidão para dar todo suporte para um tratamento adequado.