Como diagnosticar um bebê com perda auditiva?

Lugares ruidosos é uma das causas da perda auditiva em bebês e crianças


Compartilhar

A perda auditiva é observada em muitas pessoas e por diversos motivos e pelo fato de influenciarem diretamente o desenvolvimento de crianças é preciso entender como este fenômeno ocorre.

Do contrário do que muitas pessoas pensam, os bebês podem sim ser afetados por este processo, desde o seu nascimento ou por falta de alguns cuidados com a audição por si só, e por isso é interessante estar atento.


Saber como diagnosticar a perda auditiva ainda em bebês pode fazer toda a diferença no seu desenvolvimento de habilidades básicas, e pode inclusive ser feito um trabalho de tratamento que retome a audição do jeito que deve ser.

Entendendo esses pontos como sendo importantes para análise, vamos trazer alguns pontos fundamentais para o diagnóstico e principalmente para o tratamento de perda da audição em bebês.

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


É possível detectar perda auditiva de bebês?

De uma maneira geral, um problema auditivo em bebês pode sim ser detectado, e de maneira muito simples ainda que exija de você uma postura mais atenta no que diz respeito aos pequenos sinais que são oferecidos.

Nem todos os pais são atentos à esses sinais que são dados e isso é que vai fazer toda a diferença no cuidado com o tratamento, com a evolução e também com a cura, em alguns casos que são avaliados.

Estudos revelam que até 70% dos casos de surdez ainda na primeira infância podem ser revertidos, desde que o tratamento seja feito desde o início e da maneira correta, tendo em vista que é necessário um estímulo na área.

Por isso a observação e o manejo de cada situação pode ser determinante para a evolução do quadro ou para a regressão do mesmo, demandando somente um cuidado maior e direcionado para a parte auditiva.

Causas de problemas auditivos nas crianças

As causas de perda auditiva para as crianças podem vir de muitos pontos, sendo eles determinantes também para se saber se é um tipo de surdez curável ou tratável, sendo bem diferentes.

No caso de bebês, algumas causas estão relacionadas com a gravidez da mãe, que ao ser contraída alguma doença como rubéola, herpes e até diabetes, podem gerar um quadro de surdez no bebê.

Outros fatores que podem favorecer a ocorrência de tal fato é a falta de higiene adequada e principalmente a exposição a ruídos e chiados muito altos e por muito tempo, o que degenera toda a parte auditiva até que perca a sensibilidade.

O cuidado também está na avaliação do quadro, podendo ter a certeza de que houve uma evolução ou uma regressão importante e isso também vai ser possível a partir de uma observação de perto.

Como fazer o diagnóstico?

O diagnóstico de perda auditiva em bebês não é algo tão difícil, pois as crianças, mesmo as mais novas, reagem com muita facilidade a qualquer som, e tendem a procurar de onde vem.

Conversar com seu bebê de longe, fazer algum tipo de barulho com brinquedos pode ser um tipo de ação que ajude nesse sentido, e pode ser feito por você para que saiba se ele está reagindo ou não adequadamente.

Se ele demonstra alguma ação assim que o barulho for feito é possível que esteja tudo bem com sua parte auditiva, mas se a reação for tardia ou não for feita é interessante procurar por ajuda especializada.

Lembrando que essa é uma ação que pode ser feita sempre, já que interagimos todo o dia com o bebê, e o trabalho nesse sentido é somente uma observação de seu quadro e de sua reação ao estímulo externo.

Outro fator de observação pode ser o fato de seu filho demorar demais a falar, já que para isso ele precisa ouvir e entender o que é dito. Portanto, é um outro sinal de que pode haver aí um tipo de problema auditivo. Como saber se você está com problemas auditivos?

Cuidados indicados

Sabendo como fazer o diagnóstico de problema auditivo em bebês, é interessante também saber como você pode evitar que tal problema surja e que acometa ao seu filho desde cedo.

O primeiro passo é evitar a exposição a ruídos intensos já que a audição dos bebês é muito sensível, e não pode ser feita uma exposição recorrentes a sons altos e chiados muito intensos, como uso de máquinas, por exemplo.

Outro fator que ajuda bastante na prevenção de perda auditiva em bebês é fazer um acompanhamento de toda a gravidez, para que você possa cuidar de sua saúde e evitar algumas das doenças que causam a surdez, como:

• Rubéola

• Herpes

• Diabetes

• Sarampo

• Sífilis

• Meningite

• Pressão alta

• Toxoplasmose

Uso de aparelhos auditivos

O uso de aparelhos auditivos, ainda que feito em crianças pequenas, é indicado pelo fato de que é um tipo de tratamento adequado que pode devolver os estímulos para a região auditiva.

Com esse tipo de aparelho, os casos que podem ser revertidos são garantidos, já que a criança ainda está a desenvolver a área auditiva, e esse manejo juntamente com um acompanhamento especializado, pode ser importante.

Em casos irreversíveis pode ser feita a implantação de aparelhos cocleares, que também são indicados para esse tratamento, mesmo sendo um tipo mais longo.

Acompanhamento profissional

O acompanhamento profissional feito por fonoaudiólogos é fundamental para que você possa ter um tratamento adequado e com resultados expressivos, e é inclusive a única forma de garantir esse ponto.

Fazer avaliações recorrentes é também uma maneira efetiva de cuidar de todos os quadros de perda de audição e é uma forma também de ter acesso aos ganhos desse tratamento.

Para ter acesso ao tratamento mais completo para a perda auditiva, em geral, a Direito de Ouvir oferece uma alternativa completa, com aparelhos auditivos de qualidade e com uma equipe de fonoaudiólogos pronta para o acompanhamento de cada caso. Conheça aqui nossos aparelhos!

Contando com aparelhos de qualidade e com uma equipe profissional especializada fica muito mais fácil ter o diagnóstico efetivo e o tratamento indicado, para que o bebê possa se desenvolver da melhor maneira e consiga vencer essa dificuldade posta em sua vida.