Como são feitos os aparelhos auditivos?

Para fazer o molde, o audiologista faz uma impressão do ouvido do paciente

Já parou para pensar como são fabricados os moldes e cápsulas dos aparelhos auditivos? Antes de explicar este processo, você saberia responder o que é e como funciona uma prótese auditiva?

Como funcionam os aparelhos auditivos?

Os aparelhos auditivos são basicamente mini sistemas de amplificação. Cada dispositivo é desenvolvido e adaptado para se adequar a situação auditiva de cada paciente. Cada prótese é composta por um microfone, um amplificador (a maioria já possui processamento digital de sinal), um receptor (mini auto falante), um molde de ouvido (peça de acrílico ou silicone que auxilia a encaixar o aparelho ao ouvido) e um local para acoplar a bateria - conhecida popularmente como pilha.

Existem diversos modelos de aparelhos auditivos, que atendem vários tipos de perda auditiva e oferecem benefícios diversos. Alguns, por exemplo, têm recursos de transmissão via wireless ou Bluetooth, que permite a comunicação entre dois aparelhos para controle de programas e ajustes de volume. Outros também se conectam a aparelhos como televisão, telefones fixos e celulares, GPS e computadores. Conheça mais sobre a tecnologia dos aparelhos auditivos.

Como são feitos os moldes e cápsulas?

Para fazer o molde de aparelho auditivo, um audiologista fará uma espécie de impressão do ouvido do paciente, despejando material de silicone dentro do ouvido. Assim que esse material endurecer, a impressão de silicone será removida do ouvido e enviada ao fabricante que fará o aparelho auditivo.

A impressão - chamada de pré-molde -  é usada para fazer o molde de silicone, que é preenchido com acrílico e endurecido em um forno ultravioleta. Isso cria a concha do aparelho auditivo. Orifícios são perfurados dentro do aparelho auditivo e os componentes elétricos (controle de volume, microfone e alto-falante) são posicionados internamente. Um grupo de fios é anexado a todas as diferentes peças eletrônicas e a bateria é instalada. Quando os aparelhos auditivos são terminados, ele são polidos e depois analisado para se certificar de que se encaixa na prescrição de audição do paciente.


Modelos de aparelhos auditivos da Direito de Ouvir

Na Direito de Ouvir, o paciente pode testar o aparelho por até 7 dias sem pagar nada. Neste período, caso ele sinta algum incômodo ou dores com o uso do aparelho, pode voltar ao consultório para que a fonoaudióloga examine e peça as alterações que forem necessárias para que ele se adeque.

Como cuidar dos seus aparelhos auditivos

Os aparelhos auditivos são muito sensíveis e exigem alguns cuidados de manuseio e manutenção. De uma maneira geral, eles têm uma vida útil de, em média, 3 a 5 anos. Confira algumas dicas que podem ajudar a prolongar essa vida útil:

  • Manipule seu aparelho auditivo delicadamente e em cima de superfícies macias, evite deixá-lo cair
  • Utilize sempre pilhas adequadas e novas
  • Quando o aparelho não estiver em uso, retire a pilha do compartimento e guarde-o no estojo
  • Coloque o aparelho no desumidificador quando ele não estiver em uso
  • Troque os filtros com frequência para que não haja acumulo de cera
  • Mantenha seu aparelho auditivo limpo e seco
  • Não exponha o aparelho a fontes de calor, de umidade e mantenha-o longe de crianças e animais
  • Caso o aparelho não esteja funcionando, não introduza objetos nele. Procure sua fonoaudióloga!

Confira outras dicas para cuidar bem do seu aparelho auditivo!