Sabia que o zumbido pode ter causas emocionais?

Entenda a explicação emocional para o zumbido



O zumbido no ouvido pode ser causado por diversos fatores ou doenças como a diabete, pressão alta, colesterol alto, abuso da cafeína e também causas emocionais.

As emoções estão diretamente ligadas com a nossa saúde e o nosso bem estar. São ferramentas que constroem nossas experiências de vida, não é possível fugir delas. E reprimir as nossas emoções pode causar consequências ruins para a nossa saúde.

Existe um vínculo entre o zumbido e causas emocionais, mas é difícil identificar qual veio primeiro. Muitas pessoas adquirem o zumbido por problemas físicos e depois desenvolvem depressão ou ansiedade. Entretanto muitas pessoas já enfrentam problemas emocionais, depressão ou ansiedade e surge o zumbido que piora o quadro emocional.

A depressão e o zumbido:

Você sabe o que é depressão?

Em uma breve explicação a depressão é uma doença muito e grave que requer tratamento. Ela afeta negativamente como você se sente, pensa ou age. A depressão ocorre por uma diminuição da serotonina, alguns estudos indicam que o zumbido também possa ser causado por consequência da diminuição de serotonina.

Alguns dos principais sintomas são: isolamento do convívio familiar, perda do interesse por outras pessoas, pelo trabalho e por atividades de lazer, perda da autoestima, autodepreciação, sentimento de culpa, perda da concentração, de apetite alimentar e sexual, cansaço, mudança no sono, entre outros.

A depressão pode causar o zumbido e o zumbido pode causar a depressão. Principalmente em pessoas que já possuem uma tendência para isso ou que estão passando por problemas emocionais, familiares ou profissionais.

É importante lembrar que a depressão nem sempre causa o zumbido e vice e versa, mas que muitas das vezes esses casos estão ligados.

Transtorno de ansiedade causa zumbido no ouvido?

O transtorno de ansiedade é uma preocupação muito mais forte e duradoura, uma sensação constante e intensa e muitas vezes paralisante. Os sintomas são cansaço fácil, inquietação, irritabilidade, dificuldade de concentração e de dormir, suor excessivo, boca seca, aperto na garganta ou no peito, respiração ofegante, entre outros. O pensamento fica acelerado e o ansioso fica com a constante sensação de que algo ruim vai acontecer.

A ansiedade pode alterar o modo que percebemos os sons, aguçando nossa sensibilidade para detectar sons que possam ser considerados como ameaça. Quando o zumbido acomete aqueles que possuem ansiedade é difícil conseguir manter o tratamento.

É fundamental entender que doenças mentais ou emocionais podem gerar outros problemas. O zumbido no ouvido pode ser associado a diversas causas emocionais.

O zumbido no ouvido tem tratamento?

Como já observamos o zumbido é associado a diversas causas, por isso é necessário passar por especialista como otorrinolaringologistas, fonoaudiólogos, psicólogos ou psiquiatras. Para que assim seja possível identificar a raiz do problema.

 

 

Nós usamos seus dados para analisar e personalizar nossos anúncios e serviços durante sua navegação em nossa plataforma. Ao continuar navegando pelo site Direito de Ouvir você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las