Veja as 3 razões pelas quais os jovens gostam de ouvir música alta

Por Cláudio Fonseca
Otorrino Especialista

10 de janeiro de 2019


0 compartilhamentos
Nenhum comentário

3 razões pelas quais jovens ouvem música alta

A ciência justifica o gosto por músicas altas e alerta para os problemas auditivos


Compartilhar

Não, os seus filhos não colocam suas músicas no fone de ouvido no último volume apenas para te enlouquecer. Embora isso aconteça de bônus, existem razões científicas que justificam a preferência por músicas altas.


Desde o surgimento dos primeiros aparelhos portáteis para ouvir músicas, é comum a imagem dos pais pedindo que os filhos diminuam o volume. Mas só recentemente começaram a surgir pesquisas para entender exatamente porque os adolescentes amam música no último volume e quais efeitos isso pode ter neles, - bons e ruins.

Inclusive, ouvir música excessivamente alta é causa da perda auditiva induzida por ruídos e deve ser tratada com aparelhos auditivos.

De acordo com um estudo dinamarquês, os três principais motivos pelos quais os adolescentes preferem ouvir música alta são: eles se sentem bem, podem apreciar melhor a música e obter mais energia e disposição.

3 motivos para os jovens preferirem músicas altas

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


1. Alivia o estresse

Estudos sobre o sáculo, uma minúscula parte do ouvido interno, explicam porque bons sentimentos e energia aparecem ao ouvir música alta. Basicamente, o volume alto estimula o sáculo, que tem conexões diretas com áreas de prazer no cérebro. Quanto mais alta a música, mais o cérebro libera endorfinas, o “hormônio do prazer”.

2. Bloqueia o mundo externo

Na adolescência, é comum se sentir incompreendido e sem um espaço só seu no mundo. Nesses casos, a música alta funciona como um escudo, que bloqueia as outras coisas e o mantém em seu próprio espaço por um momento.

Isso acontece porque a música toma conta do cérebro, sobrecarregando os outros sentidos de maneira semelhante ao álcool ou às drogas. É como se a pessoa não pudesse se concentrar em outras coisas ao ouvir música alta.

Às vezes, bloquear o mundo e aproveitar as sensações proporcionadas pela música é um mecanismo de defesa ou até mesmo uma experiência necessária para os jovens.

3. É um estimulante

Ouvir música alta pode ser comparado a outros estímulos, como cafeína, exercícios e álcool. Isso aumenta a frequência cardíaca e a temperatura corporal, deixando o adolescente mais animado e disposto a gastar sua energia.

Prejuízos para a audição

Apesar de causar sensações positivas, ouvir música alta excessivamente pode causar problemas auditivos. A exposição à música alta é uma das principais causas da perda auditiva em jovens.

Isso porque os jovens possuem alguns hábitos arriscados para audição, incluindo ouvir música alta nos fones de ouvido e frequentar festas e shows, onde os níveis de som podem chegar a 120 dB. Lembrando que o volume confortável para audição humana é até 85dB.

Segundo a OMS, ouvir música alta nos fones de ouvido ou em eventos, pode ser causa da perda auditiva em 1,1 bilhão de jovens nos próximos anos. Na maioria dos casos, a perda auditiva induzida por ruídos pode ser tratada com aparelhos auditivos.

Então, cabe aos pais fiscalizar o volume da música que os jovens escutam em seus fones de ouvido para evitar a perda auditiva e levá-los a exames de rotina para verificar a qualidade da audição. Se necessário, pode ser recomendado o uso de aparelhos auditivos para minimizar os efeitos da perda auditiva.