Perda auditiva modifica o cérebro

Isso ocorre mesmo com perdas leves

Pesquisadores estadunidenses têm comprovado que o cérebro se reorganiza quando uma das audições falha, ou seja, ele se modifica mesmo quando ocorre uma deficiência auditiva leve.

Através de escaneamento, pesquisadores de uma universidade nos Estados Unidos têm provado que nosso cérebro se modifica, caso experimentemos deficiência auditiva.

A pesquisa foi realizada, dentre outros, pelo professor Anu Sharma, do Departamento de Fala, Linguagem e Ciências Auditivas do Instituto de Ciências Cognitivas que pertence ao Centro de Neurociência da Universidade do Colorado.
Escaneando o cérebro

Pesquisas foram realizadas com escaneamento do cérebro de pessoas com deficiência auditiva leve. A pesquisa mostrou que mesmo após três meses com deficiência auditiva leve, o cérebro começa a se organizar. A visão e o tato começam a destacar-se mesmo a pessoa tendo deficiência auditiva leve.

“Nesta fase a reorganização do cérebro está acontecendo, e nós podemos ver que quanto mais a compreensão da fala piora, mais os outros sentidos predominam. Isso é motivo para refletirmos, uma vez que muitas pessoas têm sinais de redução de audição por volta dos 40 anos de idade”, afirma o professor Anu Sharmapara a Hørelsen, da revista da associação dinamarquesa para pessoas com deficiência auditiva.

O cérebro é flexível


Segundo Anu Sharma, o cérebro é flexível e é do conhecimento de todos que com a surdez a região auditiva usa outros sentidos. Pesquisadores puderam observar, através de seus estudos, que a parte do lobo frontal se esforça muito quando as pessoas com deficiência auditiva precisam ouvir.

Esforçando-se para ouvir


“Embora que os participantes não tivessem nada para fazer, a não ser ouvir, podia-se observar que o lobo frotal, onde a memória encontrava-se estava ativado. Até mesmo, as pessoas com deficiência auditiva leve precisam fazer muito esforço, encontram-se constantemente atentas e ficam, por sua vez, cansadas. Há uma constante carga cognitiva, e a pessoa utiliza muito esforço para ouvir”, afirma o professor Anu Sharma para a revista Hørelsen.

Aparelhos auditivos podem ajudar


O Professor Anu Sharma falou para a revista, supracitada, que pequenos estudos têm mostrado que o uso de aparelho auditivo durante 30 dias pode modificar o cérebro e assegurar uma audição normal para o usuário. Contudo, o estudo salienta que é muito importante levar em consideração se os aparelhos auditivos estão bem adaptados, e usá-los durante todo o tempo.



O Professor Anu Sharma foi entrevistado pela revista Hørelsen, na primavera, por ocasião de uma conferência no Centro Para Comunicação, em Odense, Dinamarca.


Fonte: Hear-it.org

Continue lendo
Audição

Mais do Blog

Audição9 meses atrás

Ouvido Entupido? Conheça as Principais Causas

Conhecido como autofonia, este problema pode acontecer por uma série de fatores

Audição, Curiosidades8 meses atrás

Como funciona o tímpano no sistema auditivo

Conheça qual é o papel desta membrana na transmissão das ondas sonoras para o cérebro

Audição, Doenças do ouvido8 meses atrás

Qual é a relação entre a audição e o equilíbrio?

Estruturas presentes no ouvido são importantes para manter o equilíbrio

Audição, Doenças do ouvido8 meses atrás

Dor de ouvido: por que acontece?

Conheça as principais causas da dor de ouvido

Audição, Perda auditiva8 meses atrás

Sintomas da perda auditiva

Se você suspeita de perda auditiva, leia com atenção

Audição8 meses atrás

Causas, sintomas e tratamentos da surdez súbita

A surdez súbita é uma perda auditiva repentina