Por Direito de Ouvir

08 de July de 2021

Evolução visual e tecnológica do aparelho auditivo

Você sabia que os aparelhos auditivos existem há mais de 3 séculos?

08 de July de 2021


É fato que os aparelhos auditivos existem há mais de 3 séculos e, no início, o objetivo era mais voltado apenas para função de se ouvir do que, necessariamente, a estética.

Fazendo uma viagem no tempo, podemos dizer que os aparelhos auditivos mudaram - e muito - nos últimos anos, e que esteticamente houve um avanço muito grande.

Olha só como as pessoas com dificuldade em ouvir faziam para escutar no século XIX: elas utilizavam as trombetas auditivas! Essas trombetas eram colocadas encostadas no ouvido da pessoa com dificuldade e ela só conseguia de fato ouvir quando alguém falava de forma direta na abertura da trombeta.




 Trombeta Auditiva Telescópica, 1880. Acervo do Museu do Aparelho Auditivo, Direito de Ouvir, Franca/SP.

É até difícil imaginar que lá em 1819 o rei Dom João VI, por apresentar surdez, mandou confeccionar um Trono Acústico.

Funcionava da seguinte forma: quando o súdito se ajoelhava no braço do trono e falava na boca do leão, o som era amplificado no ouvido do Rei através de um dispositivo parecido com uma sonda. Era assim que ele ouvia melhor os súditos. Incrível pensar em algo assim nos dias atuais não é mesmo?!



Réplica do Trono Auditivo de D. João VI, 1820. Acervo do Museu do Aparelho Auditivo, Direito de Ouvir, Franca/SP.

Com a evolução dos anos, os aparelhos auditivos passaram a ser elétricos. Eles eram encontrados em grandes caixas pesadas, onde o microfone podia ser enrolado no pescoço da pessoa que tinha dificuldade de ouvir.