Dia Mundial da Saúde e os cuidados com a audição

Conheça a relação entre a saúde geral e o nem estar dos ouvidos

No dia 7 de abril, é celebrado o Dia Mundial da Saúde. Uma data que foi criada com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da saúde como um todo. Na maioria das vezes, as pessoas pensam que o conceito de saúde se resume a não apresentar nenhuma doença. Mas, na verdade, a Organização Mundial de Saúde vê essa questão de uma maneira mais ampla: considerando bem-estar físico e também o mental. Não é possível dissociar uma coisa da outra. Quer um exemplo? Algumas doenças podem afetar a audição. E ela, por sua vez, pode afetar a mente e o bem-estar. Entenda como isso acontece!

Doenças que afetam a audição

Diabetes – A Organização Mundial de Saúde estima que este problema afete 422 milhões de pessoas no mundo todo e seja responsável por 3,7 milhões de mortes por ano. Um estudo do Hospital Henry Ford, em Detroit, nos Estados Unidos, mostrou que, além de todos os riscos que o diabetes oferece para os rins e coração, mulheres diagnosticadas com diabetes podem ter maior probabilidade de perda auditiva conforme envelhecem. Saiba mais!

Hipertensão – A Sociedade Brasileira de Hipertensão considera pressão alta uma pressão arterial, sistematicamente, igual ou maior que 14 por 9. A pressão se eleva por vários motivos, mas principalmente porque os vasos nos quais o sangue circula se contraem. Segundo uma pesquisa da Universidade Norte do Paraná, a hipertensão contribui para a degeneração do sistema auditiva. Entenda como isso acontece aqui.

Hipotireoidismo – Essa disfunção na glândula tireoide pode afetar a saúde auditiva e provocar zumbido. Isso acontece porque a desordem hormonal da tireoide reduz a energia celular, comprometendo a microcirculação e, consequentemente a oxigenação e o metabolismo de órgãos envolvidos. Leia mais aqui.

Obesidade – O excesso de peso, que já é considerado uma epidemia mundial, também afeta a saúde auditiva. Pesquisas mostram que mulheres e adolescentes obesos têm mais chance de desenvolver perda auditiva.


Como a saúde auditiva pode afetar o bem-estar

Depressão – Os problemas auditivos estão diretamente ligados a casos de depressão. Pesquisas mostram que a perda auditiva provoca isolamento e afeta drasticamente a qualidade de vida das pessoas com perda auditiva. E que o uso dos aparelhos auditivos pode melhorar a longevidade e o bem-estar das pessoas com problemas auditivos. Entenda como isso acontece aqui.

Mal de Alzheimer – A perda auditiva também contribui para o desenvolvimento de demências como o Mal de Alzheimer.

É por isso que os especialistas indicam que, ao primeiro sinal de perda auditiva, as pessoas busquem a ajuda de um fonoaudiólogo.