Você sabe como funciona o ouvido humano?

Entenda mais sobre o funcionamento da audição



Para entender o funcionamento do nosso ouvido é importante saber que ele é dividido em três partes: ouvido externo, ouvido médio e ouvido interno.

Anatomia do ouvido humano:


- Ouvido externo: formado pelo pavilhão auricular (ou orelha) e o canal auditivo. Tem como função receber e enviar os sons e as vibrações para o tímpano.

- Ouvido médio: é formado pelo tímpano e por três ossículos: martelo, bigorna e estribo. Tem a principal função de transformar a vibração sonoras do ouvido externo em vibrações mecânicas.

- Ouvido interno: a parte mais importante da anatomia do ouvido, nele estão os órgãos de audição (cóclea) e equilíbrio (sistema vestibular). A cóclea e o sistema vestibular são conectados ao cérebro, possibilitando o envio de sinais sonoros e de equilíbrio ao cérebro.

Como funciona o ouvido humano?

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


O caminho do som até o cérebro é longo e impressionante. Primeiramente, as vibrações sonoras são ser movimentadas dos ossículos até a cóclea. Depois irão partir para as células ciliadas que criam neuro sinais para o nervo auditivo captar e enviar ao cérebro que irá interpretar esses sons e fazer com que nossos ouvidos ouçam.

Qual a capacidade do ouvido humano?

O ouvido humano é muito poderoso e pode ouvir desde frequências muito baixas (20 Hertz) até frequências muito altas (20.000 Hz). Quer dizer então que conseguimos ouvir o zumbido do mosquito e altas turbinas de um avião. Mas é importante entender que os ouvidos têm um limite e ultrapassar esse limite pode causar danos à sua audição.

Suspeita de perda auditiva:

O teste de audiometria é a melhor solução para diagnosticar, entenda mais sobre ele: https://www.direitodeouvir.com.br/audiometria

O teste de audiometria é fundamental para avaliar a capacidade auditiva e diagnosticar se existe algum tipo de perda auditiva. O exame de audiometria deve ser realizado por um fonoaudiólogo especialista. É um teste muito rápido, indolor e simples, o paciente fica em uma cabine acústica livre de ruídos e outros sons. Através de um fone de ouvido o paciente irá ouvir sons emitidos pelo fonoaudiólogo e deve comunicar com gestos (previamente combinados) se está ouvindo ou não.

Quais os tipos de audiometria?

Existem dois tipos de testes de audiometria, a vocal e a tonal. São exames muito parecidos.

- Audiometria vocal: o exame de audiometria vocal avalia o grau de compreensão da fala humana. O paciente fica dentro de uma cabine acústica e deve demostrar o grau de compreensão da voz emitida pelo especialista.

- Audiometria tonal: a audiometria tonal é o exame mais comum para diagnosticar a perda auditiva. O fonoaudiólogo irá avaliar a capacidade de audição do paciente, emitindo frequências para detectar o grau de perda auditiva.

Todos os dias nossos ouvidos passam por diversas experiências sonoras, e eles não param nem mesmo quando estamos dormindo. Por isso, é fundamental cuidar da nossa audição, realizar exames e manter o cuidado para prevenir perdas. E se houver a perda auditiva procurar o mais rápido possível um médico otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo para diagnosticar o problema o mais precoce possível.


Marcadores
Curiosidades Audição
Nós usamos seus dados para analisar e personalizar nossos anúncios e serviços durante sua navegação em nossa plataforma. Ao continuar navegando pelo site Direito de Ouvir você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las