...
Por Gabriela Bandoni
Fono Especialista

02 de janeiro de 2018


0 compartilhamentos
Nenhum comentário
Por Gabriela Bandoni
Fono Especialista

02 de janeiro de 2018

Cuidados com a saúde auditiva no verão

Infecções no ouvido atinge por volta de 70% das crianças de até sete anos



O verão exige muito cuidado com a saúde auditiva, nessa época aumentam consideravelmente os casos de otite, inflamação do ouvido médio. Essa patologia atinge por volta de 70% das crianças de até sete anos. As otites começam com uma inflamação simples, mas se não for tratado corretamente pode levar à perda auditiva momentânea, em casos mais graves a perda permanente. 
A otite média acontece quando a água de piscinas e do mar, geralmente contaminada, entra no ouvido externo e a região não é seca como deveria, fazendo com que o ambiente fique propício para proliferação de fungos e bactérias.

O contato recorrente com a água pode ocasionar a remoção da cera, que é de extrema importância para a proteção do canal auditivo, uma condição frequente durante as férias.


Os sintomas de otite é dor severa, diminuição da audição, desconforto, irritação e secreção no ouvido. A fonoaudióloga, Andrea Varalta Abrahão, alerta que algumas precauções podem evitar a otites. Entre elas, secar bem o ouvido das crianças, e ensinar elas secarem os ouvidos após o banho e principalmente, depois de um mergulho, e não colocar objetos no ouvido, pois eles podem gerar lesões.  

Se a criança apresentar algum sintoma da doença, é indicado procurar um médico o quanto antes, o problema sendo descoberto rapidamente pode evitar consequências mais graves irreversíveis, explica a especialista.

Tratamento

Os cuidados são feitos com medicamentos, como analgésicos e antibióticos. Se a secreção no ouvido médio continuar por mais tempo é indicado um método cirúrgico. Esse procedimento é bem simples, uma pequena abertura é feita no tímpano par ser realizada a retirada da secreção acumulada na região