Atenção para falta de compreensão em conversas

Falta de compreensão durante a conversa é sinal de perda auditiva

Entre todas as dificuldades que afetam a vida de um idoso, a perda auditiva é uma das piores e pode isolar o indivíduo do convívio com familiares e amigos. Esse retração e isolamento da vida em sociedade pode levar o idoso à tristeza e à depressão e, até mesmo, a fazê-lo perder o interesse por atividades que sempre realizou ao longo da vida. Em geral, seja na fase adulta ou na terceira idade, a dificuldade de ouvir afeta pelo menos 9 milhões e 700 mil pessoas no Brasil. Por isso é de fundamental importância prevenir o problema.

Diagnóstico da perda auditiva

De acordo com o otorrinolaringologista Norimar Hernandes Dias, é preciso saber como identificar os sinais de perda auditiva para buscar tratamento e evitar complicações. “A perda auditiva relacionada com o envelhecimento do ouvido, que acontece com todos nós a partir dos 30 ou 40 anos de idade, não conseguimos evitar. O que podemos fazer é tomar medidas para prevenir o progresso rápido e acentuado da perda auditiva. E uma das maneiras é evitar a exposição a barulho alto e por tempo prolongado, como, por exemplo, com o uso de fones de ouvido ou mesmo qualquer outro tipo de som. O ideal é não utilizar o máximo do volume permitido”, alerta.

Doenças x perda auditiva

Outra maneira de prevenção apontada pelo médico é o controle de doenças sistêmicas. “Principalmente doenças metabólicas, como diabetes, hormonais e cardiovasculares. Ou seja, tudo isso interfere”, frisa. Por isso, o especialista explica de que maneira as pessoas podem identificar a perda de audição e cita as medidas que devem ser tomadas. “A perda auditiva pode se manifestar de algumas maneiras e, em muitas situações, a pessoa não percebe que está enfrentando o problema, porque é um processo lento e progressivo”, revela Dias.

O médico ressalta que alguns sinais podem caracterizar o início da perda da audição, como, por exemplo, quando a pessoa passa a não entender direito o que é falado ao telefone ou em locais mais barulhentos. “Quando ela acha que as pessoas ao falar com ela em um tom normal estão sussurrando. Também pode ficar caracterizado se essas pessoas têm necessidade de aumentar muito o som da TV ou do rádio para conseguir entender as coisas que estão sendo apresentadas, ou se ela, por exemplo, dá respostas erradas a perguntas. Outra maneira de se perceber a perda é quando repara no aparecimento de zumbido. Este é um sinal de alerta para possível perda auditiva e de que se deve procurar o médico”, completa o otorrino.

Algumas perguntas podem ajudar nesse diagnóstico, como: a dificuldade para ouvir te faz sentir envergonhado quando você conhece pessoas? Ou:  você tem dificuldade de escutar ou entender colegas de trabalho ou clientes? Você tem dificuldades para acompanhar um filme no cinema ou peça de teatro?

Você pode fazer o nosso teste auditivo online para saber como anda sua saúde auditiva. Caso o teste aponte a perda auditiva, procure um otorrinolaringologista. Ele solicitará uma audiometria, um exame simples que permitirá um diagnóstico eficiente sobre a perda auditiva.

Continue lendo
Perda auditiva

Mais do Blog

Perda auditiva5 meses atrás

Tímpano Perfurado? Quais os sintomas? Como tratar?

Entenda o que acontece quando a membrana do tímpano é perfurada

Perda auditiva, Prevenção da perda auditiva5 meses atrás

Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez

Campanha bsucaconscientizar as pessoas sobre a importância de cuidar da saúde auditiva

Curiosidades, Perda auditiva5 meses atrás

Síndrome de Usher causa surdez e cegueira

Doença genética associa a perda da audição com redução da visão

Aparelhos auditivos, Perda auditiva5 meses atrás

Como saber se você precisa usar aparelho auditivo?

Conheça os sinais que podem indicar que uma pessoa sofre de perda auditiva

Perda auditiva, Zumbido5 meses atrás

Hipotireoidismo pode causar zumbido

A disfunção na glândula tireoide também pode estar ligada à perda auditiva

Perda auditiva5 meses atrás

Causas da surdez

Surdez pode ocorrer após infecções ou com o uso de medicamentos