Categoria: Audição, Prevenção da Perda Auditiva.

dores-de-ouvido-no-calor

 

O verão ainda nem chegou, mas o calorão já tomou conta do país. Para fugir das altas temperaturas, muitas pessoas buscam refresco nas praias e clubes. Durante os banhos de mar ou piscina, no entanto, é importante proteger o ouvido da água para evitar otites, popularmente chamadas de dores de ouvido.

POR QUE AS DORES DE OUVIDO ACONTECEM?

De acordo com os especialistas, as dores de ouvido podem se manifestar de duas formas: surda ou ardente em um ou nos dois ouvidos de maneira temporária ou constante. Essas infecções, que podem ser provocadas por vírus ou bactérias, causam dor de ouvido e muitos incômodos.

SENSAÇÃO DE OUVIDO ENTUPIDO

Em muitos casos, a dor de ouvido pode ser acompanhada de uma sensação de ouvido entupido. Isso acontece porque as infecções produzem secreções que, muitas vezes, não conseguem ser escoadas.Nestes casos, recomenda-se procurar a ajuda de um otorrinolaringologista. Não introduza objetos e nem opte por soluções caseiras – muito disseminadas na internet. Tudo isso pode piorar ainda mais o problema.

COMO PREVENIR AS DORES DE OUVIDO?

Para prevenir essa dor de ouvido, que é uma das mais fortes do corpo humano (perde apenas para o parto e a cólica renal), é preciso tomar alguns cuidados.

Após nadar ou tomar banho, seque os ouvidos com a ponta de uma toalha. Se sentir a presença de água dentro do conduto, deite a cabeça para o lado e encoste a orelha em uma toalha para que o líquido saia.

dores-de-ouvido

Evite o uso de hastes flexíveis dentro do ouvido: elas servem apenas para limpar a parte externa, e não devem ser introduzidas no canal auditivo. A propósito, não introduza nenhum tipo de objeto dentro do ouvido e também evite pingar remédios caseiros, sem orientação médica.

Se a água não sair e ao menor sinal de secreção no ouvido, que pode ser escura ou amarelada, procure ajuda de um otorrinolaringologista.

 

POR QUE AS CRIANÇAS SÃO MAIS PROPENSAS A TER DORES DE OUVIDO?

Se você tem filhos já deve ter percebido que as dores de ouvido são muito comuns nas crianças. Mesmo os bebês podem sofrer com esse problema com muita frequência.

Isso não acontece só com o seu filho ou filha. Especialistas estimam que três de cada quatro crianças terão sofrido pelo menos uma infecção no ouvido até os 3 anos de idade. E não é por um mero acaso. No caso dos pequenos, é comum que bactérias presentes no nariz e na garganta acabem indo parar nas tubas auditiva quando as crianças bocejam ou engolem.

Quando a tuba está inchada por conta de um resfriado ou alergia – o que é muito comum na infância – não consegue escoar secreções, o que torna o ambiente ainda mais propício para infecções de ouvido. Outro problema é que as tubas das crianças são mais curtas que a dos adultos, facilitando ainda mais esse processo.Os bebês que mamam deitados também têm mais chances de desenvolver o problema por conta dessa ligação.

Você pode saber como prevenir as dores de ouvido em meninos e meninas com essas dicas que a diretora técnica da Direito de Ouvir deu para o portal Pais e Filhos. Leia aqui!