10 dicas indispensáveis na hora de comprar um Aparelho Auditivo

Por Gabriela Bandoni
Fono Especialista

29 de agosto de 2018


0 compartilhamentos
Nenhum comentário

10 dicas para comprar um Aparelho Auditivo

Chega de complicação! Conheça os passos para acertar na compra do seu aparelho auditivo.


Compartilhar

Finalmente você decidiu colocar um ponto final em seu problema auditivo e voltar a ouvir os sons importantes da vida. Parabéns pela iniciativa!

Mas então, quando recebe o diagnóstico e descobre que precisa de um aparelho auditivo surge uma lista enorme de dúvidas. E agora?


É só manter a calma! Comprar um aparelho auditivo requer alguns cuidados especiais, afinal é um investimento a longo prazo para sua saúde. Com as dicas a seguir, as chances de você acertar na hora de comprar seu aparelho auditivo são bem maiores. Confira!

1. Considere seu estilo de vida

Cada pessoa tem uma rotina com necessidades particulares. Por isso, os aparelhos auditivos são configurados especialmente para você, de acordo com os sintomas da perda de audição.

Não deixe sua saúde auditiva para depois. Teste um aparelho auditivo totalmente Grátis este mês na Direito de Ouvir!

Número de testes limitado a 250 por mês, restam .


Considere suas prioridades de acordo com seus hábitos no dia a dia. Você frequenta lugares com muita movimentação de pessoas e sons altos? Gosta de usar fones de ouvido e aparelhos eletrônicos no dia a dia? Ou prefere acompanhar seus programas de TV favoritos?

Sejam quais forem as suas necessidades, não deixe de considera-las para encontrar o aparelho auditivo ideal para você.

2. Conheça os tipos de aparelho

Existem aparelhos auditivos de várias formas, estilos e funcionalidade de acordo com o tipo de problema auditivo e necessidades do usuário.

Alguns modelos são colocados na parte interna do ouvido, ficando praticamente invisível. Outros possuem uma parte localizada na parte externa da orelha com uma ligação até o ouvido interno.

Além do aspecto visual, você precisa conhecer o funcionamento e indicação de cada modelo.

3. Pesquise preços e formas de pagamento

Um aparelho auditivo é um investimento que vai influenciar na sua qualidade de vida e na maneira de escutar o mundo ao seu redor.

O preço dos aparelhos costuma variar de acordo com o modelo e recursos tecnológicos que ele possui. Esse é um gasto extra que pode pegar você de surpresa e comprometer seu planejamento financeiro.

Por isso, é importante pesquisar os custos e as formas de pagamento disponíveis. Na Rede de Clínicas Direito de Ouvir, é possível financiar seu aparelho auditivo ou ganhar descontos especiais para pagamento à vista. Além disso, as condições de pagamento são facilitadas e os preços são competitivos.

4. Credibilidade do estabelecimento

Quando começar a pesquisar aparelhos auditivos pela internet, provavelmente encontrará sites que comercializam aparelhos com preços abaixo do mercado e de procedência duvidosa. Desconfie de ofertas assim.

Todo o processo (escolha do modelo, ajustes, adaptações) deve ser acompanhado de perto por um fonoaudiólogo. Por isso, não é indicado que a compra das próteses seja feita pela internet.

Procure empresas sérias, com estrutura física adequada e profissionais capacitados para ajudar a encontrar o aparelho ideal.

Na Direito de Ouvir, todos os fonoaudiólogos são especializados em Audiologia e estão preparados para indicar o melhor tratamento para sua audição. Isso já deixa o paciente mais confiante, concorda?

5. Faça um teste

Em muitos lugares é possível fazer um teste com o aparelho por determinado período. Esse tempo de adaptação é ótimo para você ir se acostumando com o aparelho e perceber a diferença em sua audição.

É claro que todas as mudanças demoram um pouco para serem notadas, mas logo nos primeiros dias já é possível ouvir melhor.

6. Procure o profissional certo

Comprar um aparelho auditivo não é como escolher um acessório novo na prateleira de uma loja. Eles são ferramentas médicas altamente sofisticadas e, para tanto, exigem o acompanhamento de um profissional qualificado.

O fonoaudiólogo especialista em Audiologia vai analisar a causa da perda de audição, realizar o exame de Audiometria, indicar o modelo certo de aparelho auditivo e fazer as adaptações necessárias.

Procure um profissional que tenha conhecimento na área e que esteja preparado para acompanhar seu tratamento. Para facilitar esse processo, a Rede de Clínicas Direito de Ouvir conta com vários fonoaudiólogos que atendem em todo o país.

7. Tenha comprometimento

Depois de comprar o aparelho auditivo se comprometa ao máximo, principalmente durante o período de adaptação.

Essa é a fase mais complicada e algumas pessoas podem achar que não estão sentindo os resultados. Logo, deixam o aparelho na gaveta e continuam com os sintomas da perda de audição.

Apenas se você seguir todas as recomendações do profissional e utilizar sempre o seu aparelho auditivo é que os resultados começam a ser notados.

8. Controle as expectativas

Tenha em mente qual a função do aparelho auditivo e quais resultados o dispositivo pode proporcionar para você.

Mesmo com recursos tecnológicos avançados, os aparelhos não curam doenças ou o problema auditivo. Eles servem para amplificar os sons, então é normal que você sinta dificuldade para ouvir alguns ruídos e se sinta incomodado com sons muito altos.

Mas em grande parte do tempo, você vai até esquecer que usa aparelhos auditivos e os sintomas da perda de audição desaparecem.

Também evite se comparar com outras pessoas. A causa da perda de audição e os resultados do tratamento serão sempre diferentes para cada indivíduo.

9. Converse com outras pessoas

Conhecer outras pessoas que utilizam próteses auditivas pode ajudar a ter uma noção prática sobre o funcionamento dos dispositivos.

Busque também indicações de estabelecimentos com qualidade no atendimento, profissionais qualificados e facilidades de pagamento.

10. Saiba o que está incluso no custo

É fundamental saber exatamente pelo que você está pagando e ter tudo descrito no contrato de compra.

Ao comprar seu aparelho na Direito de Ouvir, o valor já inclui todos os serviços do fonoaudiólogo, tiragem até a pré-moldagem, ajustes e acompanhamento, e ainda um ano de garantia contra defeitos de fabricação.

Se você está procurando aparelhos auditivos em diferentes estabelecimentos, lembre-se de considerar todas as despesas que estão inclusas no valor do aparelho antes de comparar.