Categoria: Curiosidades.

Aparelho Auditivo Aparelhos Auditivos Telefones para deficientes auditivos

Para muitos deficientes auditivos, o som que chega pelo receptor de um telefone tornou-se extremamente silencioso. Seja por culpa dos barulhentos shows de rock, do barulho no local de trabalho ou por uma questão de hereditariedade, para muitas pessoas com perda auditiva é impossível ouvir o som que chega pelo telefone. Para outras pessoas que têm dificuldades auditivas, o desafio é encontrar um sistema de telecomunicação que possa ser usado para se conectar por telefone.

Considere estes números: cerca de 30% das pessoas com mais de 60 anos, e 50% dos indivíduos com mais de 85 anos sofrem de perda auditiva. Estima-se também que 10% dos americanos mais jovens (com idade entre 20 e 69) já tenham danos permanentes de audição por excesso de barulho no trabalho, em casa ou durante atividades de lazer, como serralheria ou tocar em uma banda.

Telefones para deficientes auditivos

Independentemente da gravidade da perda da audição, os telefones para deficientes auditivos podem tornar as conversas telefônicas mais agradáveis e produtivas. Por exemplo, um amplificador de telefone pode aumentar o volume de um aparelho normal, tornar mais nítido o som que o usuário ouve e filtrar ruídos de fundo.

Um dispositivo de telecomunicação para surdos (TDD, sigla em inglês), também conhecido como teletipo (TTY, sigla em inglês), Reino Unido e TTS / terminal telefônico para surdos no Brasil).

Serviços de retransmissão de telecomunicação, ou retransmissão telefônica, conectam TDDs ao sistema telefônico. Variações mais recentes – como retransmissão por Protocolo de Internet (IP), serviço de retransmissão por vídeo e serviço de telefone com identificação IP – podem até mesmo eliminar a necessidade de um TDD, utilizando um computador com acesso à web.

Como funciona o TDD

O dispositivo é um telefone comum, que é acoplado à um aparelho de teletexto. Funciona assim: a pessoa com perda auditiva retira o telefone do gancho, coloca no aparelho teletexto e disca. Uma atendente então faz o serviço de intermediação entre um deficiente auditivo e uma pessoa ouvinte. O surdo de comunica através de uma mensagem de texto, digitando o que ele quer dizer e a operadora traduz a pessoa do outro lado da linha o que o deficiente auditivo quis dizer.

Muitas pessoas consideram o aparelho obsoleto já que poderia muito bem ser substituído por uma tecnologia como o WhatsApp. Leia mais sobre isso aqui.

Saiba mais sobre o uso do telefone como ferramenta para os deficientes auditivos

Aparelhos auditivos e os telefones

Para as pessoas que usam aparelhos auditivos nem sempre falar ao telefone é fácil. A boa notícia é que já existem próteses muito modernas, que conseguem se sincronizar e comunicar com os celulares sem problemas. Em alguns casos, por meio da tecnologia sem fio, o usuário atende o celular por meio do próprio aparelho auditivo. Quer saber mais sobre este tipo de tecnologia? Conheça as linhas de próteses auditivas da Direito de Ouvir.

Baseado em: Comissão Federal de Comunicação, Instituto Nacional de Surdez e Outros Distúrbios de Comunicação.