Categoria: Aparelho Auditivo, Audição, Imprensa, Perda Auditiva.

aparelho - auditivo - benefícios - uso

A primeira experiência com um aparelho auditivo pode ser bastante frustrante para muitas pessoas. É comum que os sons pareçam muito mais altos ou mais estranhos do que o usual.

Isso acontece porque, na maioria dos casos, quem sofre de perda auditiva demora a perceber o problema  – estima-se que, em média, levem sete anos para procurar um médico – e acaba perdendo a noção de como é ter uma audição normal. Mas é preciso ter em mente que após um período de adaptação, que não é nenhum bicho de 7 cabeças, o aparelho auditivo trará muitos benefícios e mais qualidade de vida.

Conheça cinco benefícios que o aparelho auditivo pode trazer para a sua vida:

  • Maior longevidade – Um estudo publicado pela Oxford Journals desenvolvido por uma equipe de investigadores da Islândia, mostrou que idosos com perda auditiva têm uma taxa de mortalidade mais elevada do que aqueles que usam aparelhos auditivos.
  • Afastar doenças como o Alzheimer – A cada 10 decibéis perdidos de audição, o risco de demência cresce 27%. É que, segundo uma pesquisa a Faculdade de Medicina Johns Hopkins, dos Estados Unidos, pessoas idosas com problemas de surdez têm mais chances de desenvolver demência.
  • Melhorar sua qualidade de vida – Estudos mostram que o uso de aparelho auditivo melhora a qualidade de vida social de pessoas com deficiência auditiva, mesmo que seja difícil admitir essa deficiência.
  • Unir conforto e  tecnologia de ponta – Pequenos, confortáveis, discretos e potentes, os aparelhos auditivos modernos usam a alta tecnologia para se adaptar às suas necessidades. Com tecnologia Bluetooth, facilitam a conexão de seus usuários com celulares, por exemplo.
  • Melhorar a integração familiar – Muitas pessoas com deficiência auditiva costumam se afastar das relações sociais já que não conseguem interagir. O uso dos aparelhos auditivos resgata o convívio familiar e  as atividades em grupo. Até mesmo uma conversa por telefone, algo que pode ser praticamente impossível para quem ouve mal, se torna mais fácil com a alta tecnologia dos aparelhos.

 Dicas para melhorar a adaptação aos aparelhos

A adaptação aos aparelhos auditivos exige paciência. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, usar próteses auditivas não é a mesma coisa que colocar óculos. É que a falta de estímulo sonoro dificulta a habilidade de ouvir. Com o uso dos aparelhos auditivos, o cérebro precisa se reacostumar ao som.

Algumas dicas podem ajudar nesse processo. O ideal é que o paciente comece a usar o aparelho gradativamente. Confira mais dicas:

  •  Acostume-se aos poucos. Não tenha pressa. É normal estranhar os sons
  •  Quando estiver em casa, treine identificar os sons. O barulho do relógio, os passos dos moradores, a água na torneira, por exemplo
  •  Pratique o reconhecimento da sua voz lendo alguma coisa em voz alta
  •  No início, pratique a conversação com uma pessoa por vez
  • A medida em que for se adaptando, amplie a conversação para mais pessoas. Preste atenção nos timbres de voz diferentes
  • Se for assistir TV ou rádio, comece por ouvir programas com menos vozes, como o noticiário
  • Se sentir dor ou qualquer incômodo, procure sua fonoaudióloga

Confira outras dicas de como se adaptar aos aparelhos.