Categoria: Curiosidades.

Aparelho Auditivo Aparelhos Auditivos A transmissu00e3o do som e o funcionamento da audiu00e7u00e3o

Os ouvidos são órgãos realmente impressionantes: eles captam todos os sons ao seu redor e traduzem essa informação para o cérebro. Os sentidos de olfato, paladar e visão envolvem reações químicas, mas o sistema auditivo é baseado somente em movimentos físicos. Entenda como funciona a transmissão do som e o funcionamento da audição.

Entenda o que é um som

Um objeto produz som quando vibra na matéria. Pode ser algo sólido, como terra; líquido, como água; ou gasoso, como ar. Ouvimos sons ao nosso redor quase todo o tempo.

Quando algo vibra na atmosfera, move as partículas de ar. Estas, por sua vez, movem outras ao redor delas, carregando a vibração pelo ar.

Para ver como isso funciona, vamos analisar um objeto simples de vibração: um sino. Quando um sino é tocado, o metal vibra balançando de um lado para o outro. Ao balançar de um lado, ele empurra as partículas de ar ao seu redor. Estas então colidem com as partículas que estão em sua frente e assim sucessivamente.

Ao balançar para o outro lado, o sino puxa as partículas de ar. Isso cria uma queda na pressão, que puxa mais partículas ao redor, criando outra queda na pressão num processo contínuo.

Dessa maneira, o objeto vibrante envia uma onda de flutuação de pressão através da atmosfera.

Uma frequência de onda mais alta significa, simplesmente, que a flutuação da pressão do ar muda para frente e para trás mais rapidamente. Quando há poucas flutuações em um período de tempo, o tom é mais baixo.

Captando sons

Assim, o som viaja pelo ar na forma de vibrações na pressão do ar. Para ouvir sons, seu ouvido precisa fazer três coisas básicas:

  • direcionar as ondas sonoras para dentro da parte auditiva do ouvido
  • sentir as flutuações na pressão do ar
  • traduzir essas flutuações para um sinal elétrico que seu cérebro possa entender

A orelha,parte externa do ouvido, serve para “captar” as ondas sonoras. O ouvido externo é virado para frente e tem várias curvas. Essa estrutura ajuda a determinar a direção do som. Um som que vem de cima ou de trás de você vai ricochetear na orelha de uma maneira diferente que um som vindo de baixo ou de frente. Essa reflexão do som altera o padrão da onda sonora. O cérebro reconhece padrões distintos e determina se o som está na frente, atrás, acima ou abaixo de você.

O cérebro também determina a posição horizontal de um som pelo acompanhamento das informações que vêm dos dois ouvidos. Se o som vem da esquerda, vai chegar ao seu ouvido esquerdo um pouquinho antes de chegar ao ouvido direito. Também será um pouco mais alto no ouvido esquerdo do que no direito.

Como a orelha é virada para frente, você ouve sons na sua frente melhor do que atrás. Muitos mamíferos, como os cães, têm orelhas grandes e móveis, que permitem que eles concentrem-se em sons vindos de uma direção específica. As orelhas humanas não são especializadas o suficiente para fazer o mesmo. Elas ficam achatadas contra a cabeça e não têm os músculos necessários para esse tipo de movimento. Mas nós podemos facilmente incrementar a capacidade de nossas orelhas colocando as mãos em forma de concha atrás delas.

Papel do tímpano no sistema auditivo

Quando as ondas sonoras entram no canal auditivo, elas fazem vibrar a membrana timpânica, comumente chamada de tímpano. Essa membrana de pele fina, em forma de cone, com aproximadamente 10 milímetros de largura fica entre o canal auditivo e o ouvido médio. Descubra mais sobre  o papel do tímpano no sistema auditivo!