Categoria: Aparelho Auditivo, Imprensa.

proteja-sua-audicao-no-fim-de-ano

Som alto, fogos de artifício, barulhos constantes até altas horas. Nas festas de final de ano é comum que a maioria das pessoas coloque a audição à prova. O que muitas pessoas não sabem é que prevenir danos nesta e em outras épocas do ano é fundamental.Proteja-se!

Segundo a Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia (SBORL), a exposição a sons intensos é a segunda causa mais comum de deficiência auditiva. Especialistas apontam que ruídos acima de 85 decibéis – algo como um grito – já são prejudiciais. E, quanto mais alto e repetitivo o barulho, maior será o dano às células ciliadas da cóclea (órgão responsável pela audição sensorial).

Qual é a melhor forma de evitar esses danos?

Manter-se longe dos fogos de artifício, carros de som e caixas de som nas festas é a melhor opção para cuidar da audição.

No dia a dia também é importante cuidar da saúde auditiva. É que a exposição de pelo menos meia hora por dia em lugares muito barulhentos pode contribuir para a perda auditiva gradual.

Quais os tipos de perda auditiva?

A exposição a barulhos e sons intensos pode causar dois tipos de perda auditiva: a temporária e permanente.

Perda auditiva temporária ou surdez súbita

A perda auditiva temporária é mais comum e ocorre após uma exposição a grandes ruídos. Nesse caso, a audição pode ser recuperada, dependendo da intensidade e do tempo de exposição ao barulho.

Os sintomas são bem variáveis. Alguns pacientes acometidos pela surdez súbita relataram ter escutado um som explosivo no ouvido afetado quando a lesão ocorre pela primeira vez. Nestes casos a surdez súbita foi acompanhada por zumbido persistente e por vertigem que normalmente desaparece em alguns dias.

Mas, de uma maneira geral, a surdez súbita são a percepção clara de uma diminuição da audição, zumbidos e vertigens, além de uma sensação de pressão nos ouvidos, como se o ouvido estivesse entupido ou tampado.

Quanto mais rápido ela receber atendimento médico maiores são as chances de reverter o problema.

Apesar deste consenso sobre a necessidade de buscar ajuda o mais rápido possível, o tratamento ainda é controverso e varia de acordo com o médico e as causas que provocaram a perda repentina de audição.

Normalmente, é feito um exame clínico, seguido de audiometria. Confirmado o diagnóstico de surdez súbita, normalmente são prescritos medicamentos corticoides e/ou vasodilatadores para tratar o problema. Estima-se que um terço dos pacientes tenham alguma melhora.

Perda auditiva permanente

No caso da perda auditiva permanente, os primeiros sintomas normalmente acontecem após 48 horas de exposição a ruídos excessivos. Mas esse tipo de surdez também pode ocorrer em exposições curtas e muito intensas.

Este tipo de perda auditiva pode aumentar com o passar do tempo, resultando em um zumbido constante.

Para saber se há algum problema na audição ou sempre que houver algum sintoma, alguns exames devem ser feitos. Para isso, é fundamental que o paciente procure ajuda médica. Quando mais cedo as perdas auditivas são detectadas, mais eficiente pode ser o tratamento.

Quer saber como está a sua audição? Faça o nosso Teste Auditivo Online e descubra!