Categoria: Prevenção da Perda Auditiva.

temos-cera-no-ouvido

 

A perfeição da natureza é surpreendente e muito falada. Cada coisa, por mais simples que pareça, tem uma função importante para o funcionamento de algo maior, como nos, seres humanos. Muitos de nos julgamos a cera de ouvido como banal, mas ela tem importância vital para nosso corpo. A cera de ouvido é produzida por glândulas existentes no terço mais externo do nosso canal auditivo e seu objetivo é proteger nosso tímpano de água, poeira e partículas de areia, e outras coisas que podem prejudicar e ate rompe-lo.

É preciso limpar a cera de ouvido?

Algumas pessoas estão constantemente em busca de maneiras de remover a cera de ouvido por acreditar que ela seja nojenta ou desnecessária ao corpo. Ao contrario do que muitos pensam quando usamos os cotonetes para limpar os ouvidos, empurramos parte da cera para dentro canal auditivo. Compactado, esse cerume pode formar o que os especialistas chamam de “rolha de cera”, que obstrui a passagem de som para a membrana timpânica provocando um tipo de surdez.

Por conta desse costume algumas pessoas podem ter a audição comprometida até que seja feita a limpeza adequada por um médico otorrinolaringologista. É importante ressaltar que qualquer limpeza especial, como lavagem do ouvido deve ser feita pelo médico. Até mesmo por que a pele do canal auditivo e a membrana do tímpano são muito finas e podem ser lesionadas facilmente. Por isso esqueça o uso de hastes flexíveis e de objetos como grampos, palitos ou tampas de caneta e abandone o hábito de cutucar o ouvido.

Mas e se a cera estiver incomodando?

O ouvido tem mecanismos naturais para expulsar o excesso de cera. A limpeza na área externa do ouvido é recomendada mas apenas quando a cera começa a sair e aparecer na parte interna da orelha e na entrada do canal auditivo. Normalmente, basta limpar a parte externa do conduto com uma toalha ou pano macio. Se a sua produção de cera está baixa ou aumentada, você deve procurar seu médico para uma análise individual e tratamento se for necessário.

E no caso dos bebês?

Siga o mesmo princípio dos adultos para limpar a orelha do bebê. Não utilize hastes flexíveis ou qualquer objeto dentro do conduto auditivo da criança. Durante os banhos, evite que a água entre dentro do ouvido. Depois, o ideal é deitar o bebê em uma superfície plana e firme e limpar a parte externa da orelha com uma toalha macia ou fralda. Se tiver qualquer dúvida, procure um pediatra.

Curiosidades sobre a cera de ouvido

A cera de ouvido é:

UM MIX DE SUBSTÂNCIAS – Cientificamente conhecida como cerume, ela é produzida na parte externa do canal auditivo por cerca de 2 mil glândulas sebáceas e glândulas sudoríparas modificadas. A essa substância, são somados pelos, pele morta e outros detritos corporais. Pronto! Esta aí a receita da cera de ouvido.

SEUS TIPOS VARIAM COM ETNIA- Não, você não leu errado. Existem vários tipos de cera e cada um deles é determinado geneticamente, mais especificamente por uma única letra em um único gene. O tipo úmido é o mais comum – inclusive tem sido usada para rastrear os padrões antigos de migração humana. Caucasianos e africanos têm mais chance de apresentar um cerume úmido, enquanto asiáticos do Extremo Oriente apresentam uma variação mais seca. Saiba mais!