Categoria: Perda Auditiva.

Aparelho Auditivo Aparelhos Auditivos Perda auditiva pode causar problema de sau00fade mental e fu00edsico

Os idosos com perda auditiva não tratada são mais suscetíveis a se hospitalizarem e sofrerem de períodos de inatividades e depressão.

Há uma correlação entre perda auditiva não tratada e problema de saúde mental e física nos idosos, segundo uma pesquisa feita.

Os idosos com perda auditiva não tratada são mais suscetíveis a se hospitalizarem e sofrerem de períodos de inatividades e depressão, segundo dados de um estudo realizado pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. A pesquisa descobriu a correlação entre perda auditiva e problema de saúde mental e físico nos idosos.

Isolamento social x perda auditiva

No estudo realizado, os que tinham perda auditiva não tratada, 32% haviam sido hospitalizados e 36% deles tinham uma probabilidade maior de doenças e danos durante mais de 10 anos. Eles também eram  57% mais suscetíveis a terem  casos de stress profundos , depressão ou mau humor contínuo num período de mais de 10 dias, quando comparado com seus colegas de audição normal.

Estudiosos, incluindo aqueles da Johns Hopkins, têm sugerido que nos últimos poucos anos o declínio físico e mental são considerados, nos adultos com perda auditiva, como fator relacional de isolamento social, que pode ocorrer com frequência como uma perda auditiva não tratada e progressiva, com o passar do tempo. O impacto do isolamento social pode levar a frequentes doenças e, por fim, a hospitalização.

“A perda auditiva tem um efeito prejudicial no bem estar físico e mental nos idosos e até mesmo nos recursos dos cuidados da saúde,” afirma Frank Lin, M.D., Ph.D., , pesquisador responsável, otologista e epidemologista. “Nosso estudo descobriu o motivo pelo qual a perda auditiva não deve ser considerada algo irrelevante, mas uma questão importante para a saúde pública.”

“Os responsáveis pela saúde devem realmente considerar a perda auditiva como um grande  impacto  de saúde ao tomarem  decisões, principalmente, voltadas para os idosos,” afirma Dane Genther, M.D.,  investigador responsável por pesquisa e residente em otorrinolaringologia e cirurgião de cabeça  e pescoço ,da  Universidade de Johns Hopkins , nos Estados Unidos.

Uso de aparelho auditivo afasta demências

Pesquisadores da universidade Johns Hopkins estão atualmente examinando se o tratamento de perda auditiva através de aparelho auditivo ou outros tipos de aparelho podem realmente reduzir o risco de demência, doença conhecida como “caduquice”.

De acordo com estes pesquisadores, a cada dez decibéis perdidos de audição, os riscos de desenvolver demências aumentam 27%.

Do total de voluntários, 125 estavam afetados por leve deficiência auditiva, 53 estavam moderadamente surdos e seis padeciam de uma importante perda auditiva. Além disso, foram diagnosticados 58 casos de demência – 37 deles com Alzheimer. Os especialistas estabeleceram, então, uma correlação entre envelhecimento, perda da audição e aumento do risco de senilidade.

Entre os participantes de 60 anos ou mais, 36,4% dos riscos de desenvolver demência estavam vinculados à perda da audição, indica a pesquisa. Já o risco de surgimento de Alzheimer aumenta 20% a cada dez decibéis de perda de capacidade auditiva.

Como saber se o uso de aparelho auditivo é necessário?

Alguns sinais podem indicar a necessidade do uso de aparelhos auditivos. Pessoas que têm a necessidade de ouvir rádio e TV em volume mais alto que o normal ou que ouvem, mas não entendem o que os outros dizem podem ser candidatos à prótese. No nosso teste auditivo online é possível conhecer outras situações relacionadas à perda auditiva. Faça o teste e descubra como está sua audição!

Baseado em informações de: www.union-bulletin.com e http://www.stlamerican.com