Categoria: Aparelho Auditivo.

aparelho auditivo aparelhos auditivos Peu00e7as que compu00f5em o aparelho auditivo

 

O aparelho auditivo é um dispositivo bastante simples, que é composto por quatro partes básicas. Conheça quais são essas partes:

  •   um microfone que capta o som do ambiente e converte-o em um sinal elétrico, que ele envia ao amplificador;
  •  um amplificador aumenta o volume do som e envia-o para o receptor;
  •  um alto-falante do receptor muda o sinal elétrico de volta para som e envia-o para dentro do ouvido. Depois esses impulsos são enviados para o cérebro;
  • uma bateria proporciona energia ao aparelho auditivo.

Como é o funcionamento dos aparelhos auditivos?

O aparelho auditivo é um mini sistemas de amplificação. Cada dispositivo é desenvolvido e adaptado para se adequar a situação auditiva de cada paciente.Existem diversos modelos de aparelhos auditivos, que atendem vários tipos de perda auditiva e oferecem benefícios diversos.

Alguns, por exemplo, têm recursos de transmissão via wireless ou Bluetooth, que permite a comunicação entre dois aparelhos para controle de programas e ajustes de volume. Outros também se conectam a aparelhos como televisão, telefones fixos e celulares, GPS e computadores. Conheça mais sobre a tecnologia dos aparelhos auditivos.

Como são feitos os moldes do aparelho auditivo?

Para fazer o molde de aparelho auditivo, um audiologista faz um pré-molde, colocando material de silicone dentro do ouvido. Assim que esse material endurecer, essa impressão de silicone será removida do ouvido e enviada ao fabricante que fará o aparelho auditivo.

A impressão do ouvido e é preenchida com acrílico e endurecida em um forno ultravioleta. Isso cria a concha do aparelho auditivo. Orifícios são perfurados dentro do aparelho auditivo e os componentes elétricos (controle de volume, microfone e alto-falante) são posicionados internamente.Saiba mais sobre a fabricação dos moldes de aparelhos auditivos.

E os aparelhos auditivos chineses?

Muitos sites comercializam aparelhos auditivos chineses com preços muito abaixo do que se vê no Brasil. O problema é que muitos destas próteses não passam de amplificadores simples que estão muito longe de atender as necessidades de quem realmente tem perda auditiva. Primeiramente, é preciso lembrar que todos os aparelhos auditivos comercializados no Brasil necessitam de registro na ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), órgão que regulamenta diversos setores relacionados à área da saúde. A maioria dos produtos chineses, no entanto, não apresenta esse registro.

Com relação à  parte técnica, o aparelho auditivo vendido em sites chineses também podem deixar a desejar. Muitos deles ainda são analógicos e não oferecem diversas funções que as próteses auditivas modernas oferecem, como redução do ruído do ambiente, controle de microfonia e uma adaptação mais eficiente a diferentes graus de perdas auditivas. Quer entender melhor os riscos que estes dispositivos oferecem? Clique aqui.

Vale lembrar também de que nada adianta ter o aparelho auditivo e não ter um especialista para fazer a adaptação. Só um fonoaudiólogo pode analisar a perda auditiva e, a partir daí, fazer a melhor adaptação do aparelho auditivo. Mas como é que funciona esse processo? É preciso passar primeiro pelo otorrinolaringologista ou pelo fonoaudiólogo? Que exames são feitos? Descubra como funciona o passo a passo antes, durante e depois da adaptação das próteses auditivas aqui.