Categoria: Zumbido.

shutterstock_139417622

Durante todo o mês de Novembro é realizada a Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido, conhecida como Novembro Laranja, que esse ano está em sua sexta edição, e é inspirada na Campanha Outubro Rosa, de alerta às mulheres e à sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

O objetivo principal desse movimento, que ocorre no país inteiro, é chamar a atenção da população para o zumbido no ouvido, um problema que vem crescendo dia após dia e já começa a atingir faixas etárias cada vez menores. Através da divulgação diária de informações e dicas sobre o assunto durante o mês inteiro, procura-se lembrar às pessoas da importância da prevenção e do cuidado com a audição, por meio de dietas, medicamentos e uso de aparelhos auditivos.

A campanha é promovida pela Associação de Pesquisa Interdisciplinar e Divulgação do Zumbido (APIDIZ), com o apoio do Instituto Ganz Sanchez.

O que é o zumbido?

Chamado de tinido ou acúfeno, o zumbido atinge milhares de pessoas ao redor do mundo. Ele acontece quando o ouvido passa a enviar impulsos sem que haja uma fonte sonora que os envie. Por ser constante, esse barulho pode afetar o sono, a concentração e o equilíbrio emocional. Trata-se de uma sensação auditiva que não acontece por estímulos externos ao organismo, ou seja, é um sintoma associado a várias formas de perda auditiva.

Ele pode ser desencadeado por uma série de fatores:

  • problemas no sistema auditivo
  • alterações no metabolismo
  • alterações hormonais e cardiovasculares
  • doenças neurológicas e psiquiátricas
  • problemas odontológicos
  • alterações musculares da região de cabeça e pescoço

Tratamento do zumbido

Como as causas são muitas, pode ser necessário um acompanhamento multidisciplinar para fazer um tratamento adequado do zumbido. Ortodontia, odontologia, psicologia fisioterapia e fonoaudiologia são algumas das especialidades que atuam em conjunto com a Otoneurologia para cuidar de pacientes que sofrem com o zumbido, pois os tratamentos podem variar de acordo com a causa.

Para o tratamento correto, é preciso diagnosticar todas as causas e criar estratégias adequadas para tratá-las. O tratamento pode variar desde o uso de aparelhos auditivos, terapia sonora à correção das alterações gerais da saúde do paciente.

Zumbido x qualidade de vida

Em alguns casos, o zumbido não pode ser curado, mas um tratamento ameniza seus incômodos que são muitos. O sintoma atrapalha principalmente à noite, devido ao silêncio do quarto de dormir, mas também pode incomodar durante o dia, pois o ruído de apito, chiado, cachoeira, panela de pressão, cigarra…tira a concentração para a leitura ou trabalho, limita a vida social e muda o equilíbrio emocional da pessoa.

A tontura dificulta realizar as atividades corriqueiras como locomover-se, arrumar a casa, dirigir, dentre outros. Além de todo desconforto, o paciente com ambos os sintomas ainda tem um diferencial em relação a quem tem só o zumbido: ele sente muito mais medo e insegurança de exercer sua vida normal por não saber quando terá tontura a próxima vez. Saiba mais!