Categoria: Aparelho Auditivo.

aparelho auditivo aparelhos auditivos Longevidade para usuu00e1rios de aparelho auditivo

 

Um estudo realizado na Islândia mostrou que homens idosos, com perda auditiva, têm uma taxa de mortalidade mais elevada do que os que são usuários de aparelho auditivo.

Pesquisadores têm estudado a correlação entre deficiência auditiva e visual com a mortalidade. A pesquisa mostrou que homens idosos com perda auditiva e com perda visual  têm um grande risco de morrer dentro de um período de cinco anos, comparado com as demais pessoas.

Maiores riscos para pessoas com perda auditiva

Se comparado com homens sem deficiência auditiva e visual, os homens com ambas as deficiências têm um risco maior de morrer de qualquer causa, enquanto que os homens que só sofrem de perda auditiva têm um risco maior que os demais de morrer de doenças cardiovasculares.

Entre as pessoas com perda auditiva ou com perda auditiva e deficiência visual, que são usuárias  de aparelho auditivo, são consideradas, em  média,  pessoas mais velhas com  perda auditiva mais severa.

Mulheres x mortalidade

O estudo não encontrou nenhuma associação estatística significante entre perda auditiva e deficiência visual com mortalidade entre as mulheres.

A pesquisa foi feita com 4.925 islandeses na idade de 67 anos ou acima disso. Entre os participantes, 25,4% têm deficiência auditiva, 9,2% têm deficiência visual e 7% têm deficiência visual e auditiva.  A pesquisa intitulada  “Impairments in hearing and vision impact on mortality in older people: the AGES-Reykjavik Study” (“O Impacto de Mortalidade em Pessoas Idosas com Deficiência Auditiva e Visual:the AGES-Reykjavik Study”) foi publicada pela revista Age and Ageing, Oxford Journals, em agosto de 2013.

Mais longevidade e qualidade de vida

A relação entre a perda auditiva e a longevidade, especulam os especialistas, podem estar diretamente relacionada à qualidade de vida. Uma pessoa com a capacidade de escutar comprometida tem dificuldade de interagir com outras pessoas e, normalmente, acaba se isolando. Por que ir a uma reunião familiar se ela não entende o que as pessoas ou dizem ou se até mesmo é alvo de brincadeiras ou chacotas? Por isso a perda também está muito relacionada a casos de depressão.

E, de uma maneira geral, a audição tem um papel importante para a segurança. Na rua, ela nos alerta sobre a vinda de um carro, um ônibus. Dentro de casa, pode ser uma sirene de incêndio ou sobre o barulho de um vidro estourando ou de algo caindo.

Além de não ter este alarme interno, quem tem perda auditiva também tem mais chance de desenvolver demências e Alzheimer – uma pesquisa desenvolvida na Faculdade de Medicina Johns Hopkins, dos Estados Unidos, mostrou, por exemplo, que a cada dez decibéis perdidos de audição, os riscos de demência aumentam 27%. Saiba mais!

Como identificar a perda auditiva?

A perda auditiva é tão gradual que às vezes um leigo não tem certeza se ela está ocorrendo ou não. Alguns sinais podem ajudar a identificar alguns sintomas e a necessidade do uso de um aparelho auditivo:

  • Você sempre pede aos outros para se repetirem?
  • Seus amigos ou familiares dizem que você não ouve bem?
  • Deixa a TV ou o rádio em volume mais alto do que os outros?
  • Tem dificuldade em entender conversas com ruídos ao fundo?
  • Tem dificuldades em acompanhar conversas em grupo?
  • Tem dificuldade em identificar de onde os sons estão vindo?

Quer saber mais sobre como anda sua saúde auditiva? Faça o nosso teste online e agende uma consulta com uma nossas especialistas!

Baseado em informações de: www.ageing.oxfordjournals.org – www.ncbi.nlm.nih.gov