Categoria: Perda Auditiva.

Aparelho Auditivo Aparelhos Auditivos Fones de Ouvido: uso inadequado pode causar perda auditiva

É muito comum ver jovens com fones nos ouvidos durante boa parte do dia. O que é raro, porém, é encontrar os que usam o equipamento de maneira adequada e que sabem que seu uso prolongado e com potência elevada pode causar danos irreversíveis à audição. Os especialistas acreditam que a Perda Auditiva Induzida por Ruído (Pair) será muito comum nas novas gerações.

O que recomenda o médico Antônio Antunes, presidente da Sociedade de Otorrinolaringologia do Estado de Pernambuco (Soespe), é que se utilize o fone de ouvido por no máximo uma hora e o volume nunca deve ultrapassar 80% da capacidade do aparelho. Esta recomendação baseia-se no fato de que o volume muito alto e o uso prolongado podem danificar o aparelho auditivo.

Recomendações

  • Mesmo com o volume baixo, evite ficar por mais de uma hora com o fone de ouvido;
  • A potência do equipamento de som deve ser usada no máximo até 80%;
  • Fones externos são os mais recomendados;
  • Ao perceber o menor ruído no ouvido procure imediatamente um médico otorrinolaringologista.

“Cerca de 30% das pessoas usam os fones com volume alto, acima do recomendado, e de 5 a 10% com volume muito alto”, avalia o otorrino. Também de acordo com o médico, usar apenas um fone revezando uma hora em cada ouvido não minimiza os riscos de sofrer uma lesão.

Como escolher o modelo de fones adequado

Mas se você não consegue parar de usar os fones, é melhor escolher um modelo adequado de fone e revezar o uso em cada uma das orelhas. A sugestão é do otorrino do Hospital das Clínicas, Fábio Coelho, é escolher os fones externos, que não são tão invasivos.

“Com o som alto, há uma contração muito forte das células nervosas, que acabam sendo danificadas”, ilucida o médico do HC. Segundo ele, o aparelho auditivo é muito sensível e os danos sofridos são irreversíveis.

Os sintomas mais comuns de perda auditiva são dificuldade de entender o que as pessoas dizem, presença constante de zumbidos e a necessidade persistente de aumentar o volume da televisão. Ao perceber a dificuldade para escutar, é recomendado procurar um otorrino, que irá realizar exames para medir a capacidade auditiva.

De acordo com o presidente da Soespe, se a perda detectada for muito pequena, a suspensão do uso prolongado e inadequadoo dos fones pode evitar o aumento da perda. “Mas se a perda é mais acentuada, você pode até precisar usar aparelho auditivo”, adverte.

Use os fones sem prejudicar audição

Prefira fones de ouvido que ficam externos à orelha. Segundo a especialista, os modelos intra-auriculares, menores e muito comuns hoje em dia, são mais prejudiciais. “Quanto mais longe do conduto auditivo está a fonte de som, melhor”, diz a fonoaudióloga. Ela detalha que até mesmo as “voltinhas” que nossas orelhas possuem são uma “solução” anatômica do nosso corpo que tem a finalidade de manter o som mais longe.

Cuidado com o volume. Use o volume sempre na metade da graduação máxima do aparelho. “O ideal é conseguir ouvir a música e os sons externos também. Se a música impede de ouvir os sons externos significa que está alta demais”. Se a pessoa ao seu lado também consegue ouvir a música que você está escutando, é sinal de que o volume está muito alto.

Escolha sua música preferida. “É claro que tendemos a aumentar o volume quando uma música de que gostamos muito começa a tocar. Mas, não se esqueça de diminuir o som depois que a música acabar, para não se acostumar ao volume mais alto”, aconselha.

Dê um descanso aos seus ouvidos. A cada hora de música ouvida no fone, Ana Paula recomenda dez minutos de pausa. O “repouso auditivo” também serve quando vamos a um show ou ficamos expostos a um som muito alto em um determinado dia. Evitar ficar dois dias seguidos exposto a ruídos altos ajuda a “descansar”, evitando que o dano auditivo – que tem como sintoma os zumbidos, por exemplo – torne-se permanente.

Confira aqui mais dicas para usar os fones de ouvido sem causar danos à saúde auditiva!