Categoria: Aparelho Auditivo.

espera-aparelho-auditivo-sus-pode-chegar-7-anos

Em algumas cidades a espera por um aparelho auditivo gratuito no SUS (Sistema Único de Saúde) pode levar até 7 anos.

O Ministério Público Federal em Araraquara entrou com uma Ação Civil Pública contra a Prefeitura de Matão (SP) , o Estado de São Paulo e o Governo Federal para agilizar o fornecimento de aparelhos auditivos. De acordo com informações desta matéria publicada no G1, 285 moradores aguardam um equipamento e apenas três são atendidos por mês.

Em 1 ano e meio, a lista de pessoas na fila saltou de 165 para 285. Ainda de acordo com a reportagem, o secretário de Assistência Social de Matão, Hélio Prandi, diz que chega a receber 10 pacientes por mês em busca do aparelho, três vezes mais do que consegue atender, e que depende de verbas estaduais e federais para dar conta da demanda.

Nos municípios de Jacareí e São José dos Campos, a situação dos pacientes é parecida. A Defensoria Pública entrou com uma ação para tentar agilizar a doação de aparelhos pelo SUS que leva em média 5 anos nestas cidades.

Também de acordo com esta matéria do G1, a Prefeitura de Jacareí afirmou que a responsabilidade do repasse é do governo estadual e que só oferece as consultas e exames. Já a Prefeitura de São José dos Campos informou que o município tem cerca de 2 mil pacientes na fila de espera, mas que só consegue fornecer 10 aparelhos por mês e que prioriza as crianças.

Já em Limeira, de acordo com informações do site O Imediato, parceiro da Tribuna de Limeira, a espera por um aparelho pode chegar a 6 anos já que apenas 9 pacientes são atendimentos pelo SUS mensalmente.

Além do tempo prolongado de espera, outra desvantagem do SUS é que nem sempre os aparelhos auditivos doados pela rede pública contam com a tecnologia necessária para atender pontos específicos da perda auditiva do paciente. Por conta do volume de pacientes que atende, o processo de adaptação também pode ser prejudicado e os especialistas da rede pública não conseguem oferecer o suporte necessário para o paciente. Como regular o aparelho, se até para reagendar a consulta é precisa esperar muitos e muitos meses.

Demora prejudica saúde auditiva

Além de afetar a qualidade de vida dos pacientes, toda essa demora também afeta a saúde auditiva de quem espera um aparelho pelo SUS. Isso acontece porque quanto mais tempo a pessoa com perda auditiva espera pelo aparelho, mais chances têm de “perder” sua habilidade de entender as palavras.

O nervo auditivo para de receber o estímulo necessário e, com isso, perde sua função.  Com isso recuperar a audição vai se tornando cada vez mais difícil.

E a perda auditiva pode trazer uma série de prejuízos para o convívio social e aumentar assim o risco de desenvolver doenças como o Alzheimer.

Alternativa para quem não pode esperar

A boa notícia é que existem no mercado empresas que oferecem aparelhos de alta tecnologia com preços competitivos. A Direito de Ouvir é uma delas!

Parte do grupo Amplifon, multinacional líder em soluções auditivas no mundo, ela oferece condições especiais de pagamento que cabem no bolso de quem não pode esperar por um aparelho auditivo gratuito. Para testar um aparelho gratuitamente por 7 dias, faça seu cadastro e agende uma consulta!