Categoria: Prevenção da Perda Auditiva.

Otite frequente em crianças
Sete em cada dez crianças tem, ao menos uma vez na vida, infecção no ouvido. As otites  ou infecções de ouvido são uma das maiores causas de consulta ao pediatra na infância. Isso ocorre devido a infecção que agride a orelha da criança, o que vem a provocar uma intensa dor – que para a aflição dos pais, aumenta a irritação destas crianças. A otite nem sempre é identificada rapidamente e, se  não tomadas as devidas providências, pode se tornar recorrente, angustiando cada vez mais as crianças.

Tipos de otite

Otite externa

Segundo a Dra. Rita de Cássia Guimarães, Otorrinolaringologista e Otoneurologista de Curitiba, as otites podem ser causadas por vírus ou bactérias, e podem acometer a parte externa ou média da orelha (para dentro do tímpano). “A otite externa aparece mais constantemente depois dos quatro anos de idade, quando a criança fica por muito tempo em contato com a água. A umidade em excesso pode extrair a proteção do canal auditivo – o cerume. Assim, quem faz natação e tem constantes irritações nos ouvidos deve fazer o uso de protetores de ouvido ou consultar um especialista quando necessário”, explica.

Confira algumas dicas para evitá-la

  • Depois que seu filho nadar, seque os ouvidos dele com a ponta de uma toalha. Se tiver entrado água no ouvido, deixe a cabeça na posição horizontal e encoste a orelha em uma toalha para que o líquido escorra;
  •  Se a água não sair e você notar o menor sinal de secreção no ouvido, que pode ser escura ou amarelada, procure ajuda de um otorrinolaringologista;
  •  Não use hastes flexíveis dentro do ouvido: elas servem apenas para limpar a parte externa. A orelha é tão perfeita que tem um mecanismo para expelir o excesso de cera do ouvido. A parte externa pode ser limpa com uma toalha
  • Nunca use qualquer tipo de objeto dentro do ouvido para aliviar a coceira;
  •  Mesmo em caso de dor, não use remédios caseiros. Só o médico pode dar a orientação adequada para o tratamento;

Otite média

Por sua vez, a otite média aguda é mais frequente nos primeiros três anos de vida, e, na grande parte das vezes, aparece como consequência de uma infecção respiratória. “Isso devido os vírus que causam as gripes e resfriados, que são prejudiciais ao sistema imunológico, tornando livre o caminho para que  as  bactérias entrem no corpo”, comenta Rita. Quando estas entram em cena, logo vão para a orelha média, o que causa a dolorosa infecção.

Como fugir da otite

Como forma de proteção a otite nas crianças, o ideal é manter as vias respiratórias sempre limpas, já que em grande parte dos casos, as infecções e inflamações nessa área causam a doença. “Evitar mudanças bruscas de temperatura, ambientes muito frios e fumaça de cigarro, investir no aleitamento materno e seguir as orientações do pediatra em relação ás vacinas indicadas para cada faixa etária, sem especial a vacina contra as otites, são cuidados essenciais”, observa Rita.

Vale ressaltar que a otite média não é causada por sujeira ou cera. Assim, cutucar o local com o cotonete  só  irá prejudicar. “O objeto pode vir a afetar as paredes do canal auditivo e o tímpano ou até mesmo direcionar a cera para o interior do ouvido, o que prejudica sua eliminação natural”, alerta a especialista e indica que a limpeza da parte externa da orelha deve ser feita no banho ou depois da saída do banho. “Basta enxugar com a toalha até onde o dedo alcançar”, conclui.

Dores de ouvido afetam o paladar das crianças

Uma pesquisa apontou que a otite pode influenciar no paladar das crianças. Saiba mais!