Categoria: Aparelho Auditivo, Imprensa.

sete-dicas-novos-usuarios-aparelhos-auditivos

Você vai começar a usar aparelhos auditivos agora? Não se preocupe: vamos ajudar você! Confira sete dicas imperdíveis para tornar o processo de adaptação às próteses muito mais tranquilo.

Tire suas dúvidas SEMPRE!

Não tenha vergonha de perguntar! O universo dos aparelhos auditivos é, provavelmente, diferente de tudo o que você já vivenciou. Por isso, pesquise bastante antes de comprar suas próteses. Se tiver dúvidas durante a adaptação, não fique com receio de perguntar para a sua fonoaudióloga. Aliás, manter um bom diálogo com a sua especialista é um passo importante para que o processo seja bem-sucedido.

Cuide bem do seu aparelho

Como você já deve ter percebido, os aparelhos auditivos têm um custo elevado. Então nada de deixar sua prótese jogada pela casa, solta na bolsa ou ao alcance de animais – que podem mastigá-la – ou crianças – que podem confundi-la com um brinquedo.  A vida útil do aparelho depende muito de pequenos cuidados de manutenção e uso. Lembre-se sempre de limpar seu dispositivo, retirar a pilha da gaveta e colocá-lo no desumidificador – a umidade é a principal inimiga do seu aparelho.

Seja paciente

O processo de adaptação do aparelho auditivo exige paciência. Se você esteve em privação sonora durante muitos anos, é normal que seu cérebro necessite de um tempo para reaprender a ouvir e interpretar os sons. Em alguns casos, esse processo pode envolver dores de cabeça e muito mal estar. Por isso, é preciso fazer um esforço para não abandonar os dispositivos simplesmente e voltar a estaca zero. O ideal é começar usando o aparelho por períodos determinados, conversando com poucas pessoas. Confira mais dicas aqui.

Dê um passo por vez

Não tenha pressa! Como já falamos anteriormente, seu cérebro vai precisar de um tempo para reaprender a ouvir.  Então, preste atenção aos sinais que ele envia.  Se for muito difícil usar o aparelho por uma hora, reduza este tempo. Mas se for tranquilo, siga usando. Evite lugares muito barulhentos no começo, tente ouvir sua própria voz e se guiar por ela. E se tiver qualquer dúvida, procure a ajuda da sua fonoaudióloga.

Não se isole

Envolva sua família, amigos e pessoas próximas neste processo. A ajuda delas pode ser muito importante. Ficar escondendo seus aparelhos pode tornar tudo ainda mais difícil e penoso. Fale sobre suas necessidades, suas dificuldades e explique como pode ser ajudado. Contar com o carinho das pessoas que a gente gosta faz toda a diferença.

Faça um diário da adaptação

Anote em um diário suas descobertas sonoras, suas dúvidas e todos os sentimentos que possam ser despertados durante a sua adaptação. Além de ajudar sua fonoaudióloga a ajustar melhor seu aparelho, suas anotações servem como uma válvula de escape, uma maneira para que você se conheça melhor. No caso das crianças, o diário pode servir como um estímulo maior para levar adiante o processo de adaptação dos dispositivos sonoros.

Aprenda a lidar com a vergonha

Muitos pacientes se sentem vergonha de usar as próteses auditivas. Não caia nessa! Lembre-se de que a surdez pode chamar muito mais atenção do que os seus aparelhos. Pense em tudo o que você pode deixar de viver por não ouvir bem.  Como fica sua qualidade de vida? Leia mais dicas para perder a vergonha dos seus aparelhos.