Categoria: Aparelho Auditivo.

aparelho auditivo aparelhos auditivos Diabetes pode causar problemas auditivos em mulheres

 

Uma pesquisa feita no Hospital Henry Ford, em Detroit, nos Estados Unidos, aponta que mulheres que foram diagnosticadas com diabetes podem ter maior probabilidade de perda auditiva conforme envelhecem.

Segundo os resultados do estudo, o problema de audição pode agravar principalmente se a diabetes não estiver sendo controlada com alimentação e/ou medicamentos. Durante a pesquisa os pacientes foram divididos em categorias e posteriormente separados em dois grupos: os que mantinham a diabetes controlada e os que não faziam o seu controle com medicamentos.

aparelho auditivo aparelhos auditivos Diabetes pode causar problemas auditivos em mulheresApós a análise, os pesquisadores puderam constatar que as mulheres com idade entre 60 e 75 anos que controlavam a doença tinham níveis de audição tão bons quanto as pacientes que não eram diabéticas. Ao contrário das pacientes que não mantinham o controle da doença e apresentaram mais riscos de ter a perda de audição.

Dificuldade de ouvir barulhos, conversas em grandes grupos de pessoas, ou até mesmo a televisão são sintomas da perda auditiva. Dados da Sociedade Brasileira de Diabetes revelam que no país cerca de 10 milhões de pessoas são portadoras da doença, sendo assim, controlar a diabetes é uma maneira de prevenir a perda auditiva. Manter um estilo de vida saudável, com prática de exercícios e alimentação balanceada pode ajudar a controlar o diabetes e a cuidar da saúde auditiva.

Obesidade também prejudica mais as mulheres

Diabetes não é a única doença que está relacionada à perda auditiva. O excesso de peso pode gerar futura perda de audição em mulheres. O problema causa estreitamento dos vasos sanguíneos e geram pressão arterial elevada.

A obesidade no Brasil atinge milhões de pessoas e os números avançam rapidamente entre todas as idades e classes sociais. Mas você sabe o que realmente é obesidade? Uma pessoa é considerada obesa quando há um aumento da gordura corporal em comparação com a massa magra. Para fazer esse cálculo, existe o IMC (Índice de Massa Corporal), que é o peso dividido pela altura ao quadrado. O que este índice diz:

Abaixo de 18,5 = abaixo do peso ideal
Entre 18,5 e 24,9 = peso ideal
Entre 25,0 e 29,9 = sobrepeso
Entre 30,0 e 34,9 = obesidade grau I
Entre 35,0 e 39,9 = obesidade grau II
Entre 40 e acima = obesidade grau III

Uma pesquisa feita com mulheres no Brigham and Women’s Hospital, em Boston, nos Estados Unidos, revelou que o excesso de peso nelas pode gerar uma futura perda auditiva. O estudo contou com a participação de 68 mil mulheres.

Perda auditiva em idade mais avançada

Mas de uma maneira geral quando a perda auditiva não está associada ao diabetes e à obesidade, as mulheres têm algumas vantagens quando o assunto é audição. As mulheres, por exemplo, costumam ter perda auditiva em idade mais avançada que os homens.

Isso acontece porque os hormônios femininos protegem a audição. Essa diferença só se estabiliza após os 50 ou 60 anos, época em que as células auditivas começam a morrer naturalmente. O início do declínio auditivo nas mulheres acompanhadas pelo estudo foi mais tardio quando comparado aos homens. Essa é a razão pela especialistas recomendam que, principalmente após os 50 anos, todos façam uma visita anual ao otorrinolaringologista. Saiba mais sobre as diferenças entre a audição de homens e mulheres aqui.