Categoria: Curiosidades, Imprensa, Perda Auditiva.

 

miss surda 2015 - perda auditiva - surdez - concurso

 

Candidata do Distrito Federal, Kamilla Mendes foi eleita Miss Surda Brasil 2015. O concurso, que aconteceu no domingo (15) em Fortaleza (CE), premiou a cearense Rebeca Jales e a amazonense Jorlana Saraiva, respectivamente como segundo e terceiro lugares.

Representantes de nove estados brasileiros participaram desta edição da competição: Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e São Paulo.

Durante o evento, as candidatas desfilaram com trajes típicos, de banho e gala. De acordo com a organização do Miss Surda 2015, Kamilla Mendes vai representar o país no Miss Deaf World, na República Tcheca, e Rebeca Jales, segundo lugar do concurso, vai participar do Miss Deaf Internacional, nos Estados Unidos. Saiba mais sobre o concurso aqui.

Conheça as causas da surdez

A surdez, também chamada de deficiência auditiva, pode ser congênita ou adquirida. Na surdez congênita a criança adquire a deficiência durante a gestação. A aquisição da surdez pelo bebê pode se dar por:

  • Medicamentos tomados pela gestante;
  • Doenças adquiridas durante a gestação, como sífilis e toxoplasmose;
  • Hereditariedade;
  • A exposição da mãe a radiações e problemas no parto;
  • O fato de a criança nascer antes ou depois do tempo;
  • Infecções hospitalares e;
  • O uso de fórceps para retirar a criança ou a falta de oxigenação

Tipos de perda auditiva

Há duas categorias de perda auditiva: condutora, que envolve anomalias na transmissão do som nos ouvidos médio e externo e neurossensorial, envolvendo o ouvido interno. Geralmente a perda condutora pode ser corrigida. Já a neurossensorial é muito mais difícil de tratar.

A perda auditiva condutora pode acontecer, por exemplo, quando o cerume impede os sons de chegarem ao ouvido interno, onde são transformados em impulsos nervosos elétricos transmitidos para o cérebro. Ferimentos no tímpano e infecções do ouvido médio também podem causar perda de audição condutora.

Na perda neurossensorial há falha do nervo auditivo. Portanto, mesmo que as vibrações sonoras atinjam o ouvido interno, elas não são enviadas como impulsos para o cérebro. Esse tipo de perda auditiva resulta em danos no nervo auditivo. Eles podem ser causados por envelhecimento, infecções virais, barulhos muito altos, efeitos colaterais de medicamentos. Saiba mais!

Como prevenir a perda auditiva

Nós podemos prevenir a perda auditiva de diversas maneiras, como:

  • Evitar a exposição a ruídos intensos; se for realmente necessário, usar tampões de ouvido;
  • Exames pré-natais na gestante pode evitar surdez na criança;
  • Vacinação da criança para impedir que tenha contato com doenças que deixem sequelas como a surdez;
  • Não tomar remédios ototóxicos sem prescrição médica.

Além disso, é importante que as pessoas passem por audiometrias periódicas – anuais para quem histórico de problemas auditivos na família. Com este exame, é possível detectar precocemente as perdas auditivas. Quer saber mais sobre este exame auditivo? É simples, clique aqui.

Mas, caso seja diagnosticada, a perda auditiva pode ser “tratada” na maioria dos casos com o uso de próteses auditivas. Por isso, é fundamental que as pessoas com suspeita de surdez procurem um otorrinolaringologista e cuidem da sua audição com frequência.