Categoria: Prevenção da Perda Auditiva.

Aparelho Audutivo Aparelhos Auditivos Audiometria Ocupacional

Já parou para pensar que os ruídos provocados no ambiente de trabalho podem ser prejudiciais para audição de qualquer pessoa? Com objetivo de avaliar e detectar possíveis alterações auditivas (tipo e grau da perda auditiva, por exemplo) do trabalhador que fica exposto ao ruído existe a audiometria ocupacional.

Como funciona a audiometria ocupacional?

Esse exame é rápido, indolor e previsto pelas leis trabalhistas de acordo com os critérios propostos pela NR-7. Para que seja realizado com sucesso é preciso repouso auditivo de no mínimo 14 horas além da compreensão do teste para que as respostas aos sons apresentados sejam adequadas.

A audiometria ocupacional deve ser realizada na admissão do funcionário, seis meses após a contratação, anualmente e na demissão. Caso seja detectado qualquer problema auditivo no trabalhador, caberá à empresa adotar medidas que evitem o agravamento da sua audição e de suas consequências legais.

Todo e qualquer exame de audiometria deve ser feito somente por um fonoaudiólogo ou médico, ou seja, profissionais legalmente habilitados. Sendo assim, todo trabalho que exige exposição intensa ao ruído deve ser feito o exame e o acompanhamento de para evitar problemas que podem até causar a perda definitiva da audição.

Conheça as profissões mais propensas à perda auditiva!

Faça um teste e descubra como está a sua audição!

Agende já sua consulta e teste grátis um aparelho por 7 dias!

Qual é a importância de fazer audiometria com frequência?

Normalmente as pessoas costumam fazer exames oftalmológicos e check-ups cardiovasculares com frequência, mas se esquecem completamente da audição. Mas com que frequência é importante fazer exames auditivos? Especialistas da área da Audiologia recomendam que se faça uma audiometria pelo menos uma vez ao ano. Conheça os principais exames auditivos aqui!

Monitorar como está a audição é importante para que, caso seja identificada uma perda auditiva, ela seja tratada o mais rápido possível. Na maioria dos casos, a perda auditiva vai avançando aos poucos e os pacientes demoram muito para percebê-la. Estima-se que uma pessoa com problemas auditivos demore cerca de sete anos para procurar ajuda!

Todo esse tempo pode ser muito prejudicial para a audição. Como o nervo auditivo não recebe estímulos, ele pode ir ficando estagnado. Em alguns casos, é praticamente impossível reverter isso. Mas se a perda auditiva for tratada no começo, as chances de isso não acontecer são muito maiores. Por isso, ao identificar a perda, busque ajuda!

Quais as profissões mais perigosas para a audição?

Um estudo desenvolvido na Faculdade de Ciências Médicas, da Unicamp, avaliou a perda auditiva em cinco categorias profissionais e mostrou que quem trabalha com transporte de cargas teve uma piora na audição.

Ao todo, foram avaliados audiometrias recentes de 1.254 trabalhadores do setor metalúrgico, 266 trabalhadores do setor calçadista, 236 de transportadores de carga, 234 trabalhadores em cerâmicas e 150 da indústria cervejeira, todos expostos ao ruído ocupacional. E o grau de perda auditiva foi determinado por categoria, idade e por tempo de exposição.

De acordo com o pesquisador, isso aconteceu porque, como o trabalho de transporte de carga, muitas vezes, é externo, os trabalhadores podem ter retirado o protetor auricular e isso prejudicou a audição. Saiba mais!