Categoria: Audição, Perda Auditiva.

alergias-podem-causar-problemas-auditivos

Você sabia que as alergias podem causar problemas auditivos? É que, além dos olhos e do nariz, a tuba auditiva, canal que liga o ouvido médio à faringe, também é afetada pelas irritações.

Quando a inflamação e o muco nasal são gerados nas vias respiratórias, são comuns os casos de otites, popularmente conhecidas como dores de ouvido.  É importante lembrar também que as inflamações e infecções no ouvido podem provocar tonturas, perda de equilíbrio, sensação de pressão ou de obstrução e até mesmo perda de audição.

Para evitar problemas que prejudiquem de maneira irreversível a audição, o ideal é ir ao médico assim que surgirem os primeiros sintomas.

Sinusite pode causar dores de ouvido

Além das alergias, a sinusite, que é uma inflamação da mucosa dos seios nasais, também pode estar relacionada às dores de ouvido.

Por que isso acontece? A explicação está na fisiologia dos sistemas respiratório e auditivo. O ouvido está ligado à parte de trás da cavidade do nariz pela trompa de Eustáquio. A função desta ligação é manter o equilíbrio das pressões entre o nariz e orelha.

O problema é que inflamações geram secreções que ficam acumuladas na trompa de Eustáquio. Dessa maneira, acontece a congestão nasal e as dores de ouvido. É preciso tratar a sinusite para consequentemente resolver o problema na audição. Mas em muitos casos a sinusite costuma ser um problema crônico.

Por isso, recomenda-se procurar a ajuda de um otorrinolaringologista para tratar a sinusite e evitar que suas complicações possam causar danos à audição.

Outra dica: fazer a higiene correta das vias respiratórias e dos ouvidos também contribui para a redução de infecções.

Como limpar o ouvido?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o cerume no ouvido tem um papel importante: reter sujeira, bactérias e outras partículas que podem causar ferimentos, irritação ou infecções. Ele é feito de uma mistura de pelos, pele morta e outros detritos corporais.

Na maioria das vezes, os ouvidos se limpam sozinhos. Quando você come ou fala, os movimentos do maxilar empurram a cera para o ouvido externo, de onde você pode remover com facilidade, usando um pedaço de algodão umedecido ou a ponta de uma toalha macia.

Mas quando o cerume se intensifica e atrapalha a audição. É que quando ele se acumula ou é empurrado para dentro do canal auditivo, pode se compactar, formando o que fonoaudiólogos e otorrinos chamam de rolha de cera.

As hastes flexíveis não devem ser utilizadas para a limpeza porque podem empurrar a cera para dentro do canal auditivo, até mesmo contra o tímpano, causando uma infecção ou perfuração.

Coceira no ouvido – o que fazer?

Esqueça a mania de usar cotonete, tampa de caneta, lápis, grampos e outros tantos objetos para aliviar aquela coceira incômoda no ouvido ou para limpá-lo, fazem mal a saúde. Estes objetos podem causar sérios danos às frágeis estruturas internas do ouvido, perfurando, por exemplo, o tímpano. O rompimento desta estrutura pode provocar de infecções até a perda auditiva.

E a sensação de ouvido entupido? Como evitar? A sensação de ouvido entupido pode ser provocada por diversos fatores – entre elas o excesso de cera. Se o cerume estiver realmente incomodando, não utilize líquidos ou outros objetos. Procure um otorrinolaringologista porque só um profissional da área pode fazer a retirada da cera sem provocar lesões ao conduto auditivo ou ao tímpano.